Falar com estranhos te deixa mais feliz

(foto: Michael Tapp / flickr/ creative commons)

(foto: Michael Tapp / flickr/ creative commons)

Ana Freitas, na Galileu

Se você é daquelas pessoas mal-humoradas que não faz contato visual com velhinhos no metrô e que vira os olhos quando alguém puxa papo com você, atenção: você pode estar perdendo uma dose diária de felicidade. É o que indica um novo estudo feito no transporte público de Chicago. Passageiros tiveram que falar com estranhos em um trem, sentarem-se sozinhos e calados, ou então fazer o que fariam normalmente. Em seguida, eles responderam um questionário falando como se sentiam.

Aqueles que conversaram com estranhos relataram ter experiências mais prazerosas do que aqueles que ficaram sozinhos e caladinhos (esses, aliás, relataram as piores experiências). As respostas foram comparadas com um grupo que não fez nada, mas teve que imaginar como se sentiria em situações parecidas. A maioria concordou que conversar com estranhos no metrô faria os dias delas bem mais feliz.

Se falar com estranhos faz bem, porque tanta gente foge desse tipo de situação como diabo foge da cruz? É que aparentemente, ainda de acordo com esse estudo, a gente acha que os outros não têm vontade de conversar. Pois bem, não é verdade: talvez com exceção dos mal-humorados ou dos que tiveram um dia ruim, parece que bater um papo com estranhos na rua deixa melhor o dia de qualquer um.

Via Scientific American

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Falar com estranhos te deixa mais feliz

1 Comentário

  1. Edna Alves disse:

    Olha, falo por mim. Já falei com muitos “estranhos”: engraçados, tristes, diferentes, ignorantes, que queriam desabafar ou um abraço e a maioria dos que eu encontrei ou me encontraram apenas para uma rápida conversa me fizeram ter lembranças doces e engraçadas.
    É a primeira vez que concordo com uma pesquisa desse tipo.

    😀

Deixe o seu comentário