Jornalista renomada da Austrália revela que mantém dupla jornada se prostituindo à noite

amanda_boff

 

Publicado no Portal Imprensa

A renomada jornalista Amanda Goff, 40 anos, deixou os australianos surpresos ao revelar que se prostitui. Em entrevista ao jornal espanhol El Mundo, ela disse que à noite usa o pseudônimo “Samantha” e cobra cinco mil dólares pelos serviços sexuais.

Segundo El Nuevo Diario Web, a profissional conta que começou na área trabalhando no bordel “mais seleto” de Sydney, na Austrália. O local seria frequentado por executivos, atletas, empresários e personalidades. Ali, atuam tanto mulheres australianas, quanto de regiões como França ou Espanha. “Trabalham vários meses e voltam para casa com um bom maço de dinheiro”, disse.

Mãe de dois filhos, de sete e cinco anos, Goff afirma ter iniciado a carreira cobrando 450 dólares, mas depois de um ano e meio decidiu se tornar independente. “Deixei o bordel para trabalhar como senhora de empresa privada. Assim, teria que ver menos homens e os cobrava muito mais”, comenta.

No final, a taxa pelo seu serviço rondava na faixa de 800 dólares a hora e cinco mil toda a noite. A confissão da jornalista gerou diversos comentários de toda parte. O ex-marido e os pais da jornalista não reagiram bem à notícia sobre seu segundo trabalho.

“Eu não estou infringindo nenhuma lei, não estou machucando ninguém. Acredito que causava mais danos quando trabalhava como jornalista de tabloides em Londres”, disse, em referência à suas passagens como repórter no Mirror e Sunday People .

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Jornalista renomada da Austrália revela que mantém dupla jornada se prostituindo à noite

Deixe o seu comentário