Três bons candidatos

dilma-aecio-marina-size-5981

Fernando Rodrigues, na Folha de S.Paulo

Petistas, marinistas e tucanos vão discordar. Falo assim mesmo: considero um luxo e uma sorte o Brasil ter chegado hoje, véspera de sua sétima eleição presidencial direta consecutiva, com três candidatos competitivos de excelente qualidade.

Quem estiver em dúvida basta olhar em volta na América Latina. Argentina, Paraguai, Equador e Venezuela, para citar alguns dos mais óbvios, são países com debates ainda enganchados no século 20 (ou 19, em alguns casos). Não que o Brasil seja o berço do iluminismo. Aliás, vai muito mal em costumes. A maioria dos candidatos demonstra covardia quando se trata de modernizar a legislação sobre aborto e drogas.

Mas vamos ao essencial. Para começar, Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) não representam a mínima ameaça às instituições. Embora possa soar ridículo, nas primeiras eleições presidenciais pós-ditadura havia uma agenda que incluía risco de calote da dívida externa, congelamento de preços, confisco das cadernetas de poupança, revolta dos militares nos quartéis e quebra da ordem democrática. Falar sobre esse tipo de coisa hoje parece maluquice –e é.

Cada um ao seu modo, Dilma, Marina e Aécio tocarão o Brasil mais ou menos dentro dos parâmetros adotados a partir da eleição de Fernando Henrique Cardoso, em 1994 –apesar de os três não serem candidatos idênticos.

Há opções para quem prefere um Estado mais forte, indutor do desenvolvimento. Ou uma proposta que tenta realinhar as forças políticas de dentro e de fora do establishment tradicional. Por fim, tem a bandeira em defesa de um modelo de livre mercado e liberal mais puro.

Como se não bastasse, esta bela eleição terá emoção até o final. Pode terminar neste domingo (5), se Dilma vencer de primeira. Com segundo turno, saberemos só à noite quem foi à rodada final. Viva a democracia. Bom voto a todos.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Três bons candidatos

1 Comentário

Deixe o seu comentário