35 coisas que você provavelmente não sabia sobre Avenida Brasil

publicado no BuzzFeed

1. Genésio (Tony Ramos) é atropelado por Tufão (Murilo Benício) na avenida Brasil. Daí o nome da novela.

2. Antes de Adriana Esteves ser escolhida, Carminha ia ser vivida por Fabiula Nascimento (na primeira fase) e Eliane Giardini (na segunda fase).

3. No fim, as duas atrizes ganharam os papéis de Olenka e Murici — e criaram personagens inesquecíveis.

4. O colunista e escritor Antonio Prata fez parte da equipe de roteiristas colaboradores de “Avenida Brasil”.

5. O autor João Emanuel Carneiro é meio-irmão de Claudia Ohana.

6. William Bonner ficou viciado na novela.

carinha

7. O âncora do Jornal Nacional não conseguia ouvir a abertura sem cantar junto o “Oi-Oi-Oi”.

8. Bonner não era o único famoso noveleiro. Luciano Huck não só era fã confesso da novela, como dava palpite: ele queria que Suelen terminasse com Neymar.

9. O próprio Neymar também assistia “Avenida Brasil”: o craque disse que adoraria fazer uma participação na reta final. Não rolou, mas Neymar participou de “Amor à Vida” no papel dele mesmo, contracenando com Tatá Werneck (Valdirene).

10. “Avenida Brasil” é a novela brasileira exportada para mais países: já foram 130. Incluindo a Suécia, que nunca tinha comprado uma novela global.

11. O capítulo em que Carminha é desmascarada e expulsa da mansão no Divino bateu recorde de audiência: 49 pontos na Grande São Paulo e 54 no Rio, segundo o Ibope.

12. Este mesmo capítulo dominou os Trending Topics do Twitter, emplacando 9 dos 10 itens.

grid-cell-3650-1415026976-7

13. Um comício da campanha do então candidato a prefeito Fernando Haddad em São Paulo foi adiado a pedido da presidente Dilma Rousseff. Motivo: seria bem na hora do capítulo final.

14. Em comício em Santo André, no Grande ABC, Lula disse que aceleraria o discurso para todo mundo poder ir para casa “ajudar o Tufão”, que tinha sido sequestrado.

15. E o programa político do Serra incluiu uma eleitora perguntando pra ele: “ô Serra, quem matou o Max?”. Assista aqui.

16. Em entrevista, João Emanuel disse que se inspirou nos personagens do escritor russo Dostoiévski, autor de “Crime e Castigo”, para criar as nuances da vilã Carminha.

17. Débora Falabella aprendeu a cozinhar e a pilotar scooter para viver Nina.

18. Ela não foi a única: Marcos Caruso teve que aprender a jogar sinuca para interpretar o Leleco.

grid-cell-1787-1415027029-34

19. Murilo Benício e Cauã Reymond treinaram futebol com jogadores de verdade para serem Tufão e Jorginho.

20. E Paula Burlamaqui frequentou cultos evangélicos para viver Soninha Catatau.

21. A novela foi reprisada sete meses depois, em versão compacta, dentro de um quadro no “Video Show”.

22. “Avenida Brasil” foi a primeira novela de Fabiula Nascimento, que hoje vive Cristina em “Boogie Oogie”.

23. Murilo Benício e Débora Falabella se apaixonaram durante a produção da novela e estão namorando desde então.

24. Quando foi desmascarada em praça pública e atacada pela sogra, Carminha usou uma frase que já tinha sido dita por Bia Falcão (Fernanda Montenegro), vilã de “Belíssima”: “pobreza pega!”.

anigif_enhanced-21558-1415023410-17

25. O lixão da novela, construído perto do Projac, foi feito com itens não perecíveis e lavados.

26. Havia um plano de emergência feito pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) por causa do aumento previsto no consumo de energia na hora do capítulo final.

27. Entre os livros que Tufão lia durante a novela, estão “O Primo Basílio”, do Eça de Queiroz, e “A Metamorfose”, do Kafka.

28. O visual de Débora, personagem de Nathalia Dill que era filha de Cadinho, foi inspirado na blogueira e socialite espanhola Gala Gonzalez.

29. Vera Holtz, José de Abreu e toda a galera do lixão precisavam chegar três horas antes das gravações para fazer a caracterização.

30. Dentes e unhas maltratados, cabelos amarelados e um eterno suor no rosto eram as marcas da maquiagem do pessoal do lixão.

anigif_enhanced-16380-1415023303-6

31. Amora Mautner, uma das diretoras da novela, é filha do músico Jorge Mautner.

32. O primeiro trabalho de Amora na TV Globo foi vivendo Paula em “Top Model”.

33. Curiosamente, o primeiro papel de Adriana Esteves numa novela também foi em “Top Model” (1989), onde ela vivia Tininha.

34. Na Argentina, seis mil pessoas lotaram um estádio em Buenos Aires, em plena segunda-feira, para assistir ao capítulo final com a presença do elenco.

35. Segundo a Forbes, a Globo faturou R$ 2 bi com a novela — cuja produção custou R$ 91 milhões. Se a gente tem saudades de “Avenida Brasil”, imagina a Globo.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 35 coisas que você provavelmente não sabia sobre Avenida Brasil

Deixe o seu comentário