Metade dos calouros da USP está entre os 20% mais ricos do Brasil

usp41_cidade_universitaria
publicado na Folha de S. Paulo

Metade dos alunos ingressantes na Universidade de São Paulo se situa no quinto mais elevado da pirâmide de distribuição de renda do país. O rendimento domiciliar per capita mensal dos brasileiros 20% mais ricos era superior a R$ 1.200 em 2013. No mesmo ano, cinco em cada dez estudantes da universidade tinham renda familiar per capita acima de R$ 1.270.

As estimativas foram feitas pelo economista Sergio Firpo, da Fundação Getulio Vargas. As contas referentes aos calouros da USP se basearam em informações prestadas pelos alunos que fizeram o vestibular para ingresso em 2014. Os dados inéditos foram fornecidos pela universidade a pedido da Folha. As estatísticas relativas à população foram calculadas por Firpo a partir de dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios).

Outro recorte dos números indica que a renda dos alunos ingressantes na USP é cerca de duas vezes superior aos ganhos da população brasileira de forma geral. “Essa diferença é semelhante em todas as faixas de renda”, diz Firpo, que tem doutorado na universidade de Berkeley e está entre os dez economistas brasileiros com maior número de publicações e citações por outros pesquisadores.

Dos ingressantes da USP, os 10% menos favorecidos, por exemplo, têm rendimento familiar per capita de, no máximo, R$ 390, ante um teto de R$ 169 entre os 10% mais pobres do país. Já entre os calouros 10% mais ricos da USP, aqueles com menor renda atingem R$ 3.751, ante R$ 1.876 no mesmo grupo da população. Dos calouros da Fuvest de 2014, 65,4% cursaram todo o ensino médio, o antigo colegial, em escolas particulares.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Metade dos calouros da USP está entre os 20% mais ricos do Brasil

Deixe o seu comentário