Internauta denuncia à mãe do agressor ameaça de estupro que recebeu em rede social

Irada com a atitude do adolescente, mãe exige que ele peça desculpas. ‘Nunca mais faço isso’, promete jovem

Natalia Souza recebe ameaças de adolescente no Facebook e denuncia ofensor à mãe - Reprodução

Natalia Souza recebe ameaças de adolescente no Facebook e denuncia ofensor à mãe – Reprodução

Publicado em O Globo

Uma usuária do Facebook denunciou, nesta quarta-feira, um adolescente que a ameaçou de estupro na rede social. Mas, em vez de entregar o rapaz para a polícia, Natalia Souza preferiu relatar o comportamento do jovem de 14 anos para a mãe dele.

Em uma série de mensagens privadas enviadas a Natalia, o menor de idade criticou o fato da usuária ser feminista e, depois de dizer que “lugar de mulher é na pia ou na minha cama”, disse que iria estuprar a jovem:

“(…) eu geralmente iria dar porrada, mas como você não é gorda e peluda igual às outras, eu iria te estuprar antes”, ameaçou o adolescente.

Sem querer denunciar o menino diretamente à polícia, por ele ainda ser menor de idade, Natalia teve a ideia de procurar o perfil da mãe dele na rede social e contar a ela sobre seu comportamento agressivo. Constrangida com a atitude do filho, a mãe, Marta, disse que estava “muito triste” e prometeu que, depois de dar “uma surra” nele, o obrigaria a pedir desculpas à ofendida.

Mesmo depois de Natalia dizer que um pedido de desculpas forçado não era necessário, Marta fez questão da formalidade. O rapaz, então, poucas horas depois, enviou a seguinte mensagem:

“Gostaria de me desculpar da maneira rude que fui contigo. As mulheres são incríveis, e o feminismo não é como eu disse. Sinto muito por ter ofendido você e as feministas. Mim (sic) desculpa. Boa noite. Nunca mais faço isso”.

‘Nunca mais faço isso’, promete jovem depois de ameaçar menina de estupro - Reprodução

‘Nunca mais faço isso’, promete jovem depois de ameaçar menina de estupro – Reprodução

Natalia, que mora em São Paulo, ainda comentou que sua atitude foi espontânea e que sua intenção não era copiar a jornalista australiana Alanah Pearce, que também denunciou ameaças virtuais que recebeu às mães dos agressores.— Adorei ver gente que apoiou. Não fiz isso por ter visto uma gringa fazer ou nada do tipo, é que assuntos como estupro, machismo e ameaças precisam ser tratados. Não se pode deixar passar —explicou Natalia. — Como ele é uma criança, a melhor ideia que tive foi essa.

NA AUSTRÁLIA, JORNALISTA DENUNCIA AMEAÇAS A MÃES

A jornalista australiana Alanah Pearce, especializada em videogames, adotou uma estratégia parecida com a de Natalia para se defender das ameaças sexuais que vinha recebendo pela internet. A moça de 21 anos, que participa de programas de rádio e TV falando sobre games, começou a denunciar as intimidações às mães dos autores.

— Há um tempo, percebi que muitas das pessoas que enviam comentários nojentos ou excessivamente sexuais para mim pela internet não são homens adultos — contou a jovem para o “The Guardian”. —Acontece que eles são, em sua maioria, jovens rapazes e o problema é que eles não sabem de nada ‘melhor’, então respondê-los racionalmente não resolvia a situação. E aquilo chegou ao ponto que seus comentários estavam começando a fazer eu me sentir realmente desconfortável.

Foi então que Alanah conclui que a melhor forma de agir seria entrar em contato com as mães dos autores das ameaças. Segundo ela, foi “chocante” o nível de facilidade de encontrar as famílias dos agressores virtuais, uma vez que eles usavam páginas pessoais para fazer os ataques. Ela escreveu para quatro mulheres contando o que seus filhos estavam fazendo. Uma delas respondeu, surpresa: “Meu Deus! Estou muito sentida. Sim, vou falar com ele!”.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Internauta denuncia à mãe do agressor ameaça de estupro que recebeu em rede social

Deixe o seu comentário