Se 2014 não terminar logo, Dilma indica o Tiririca para ministro

charge_dilma_paixao_0911Publicado por Leonardo Sakamoto

Se 2014 não terminar logo, é capaz da gente acordar e ver que a Dilma indicou o Tiririca para alguma coisa.

(Ressaltando que o palhaço e deputado federal reeleito Francisco Everardo Oliveira Silva seria muito mais dedicado e transparente do que parte dos nomes já anunciados.)

Você pode escolher, o estelionato eleitoral  (Joaquim Levy, controlando a economia), a afronta (Kátia Abreu à frente da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), a provocação (Gilberto Kassab, no Ministério das Cidades) ou o professor-tem-que-dar-trabalhar-por-amor-não-por-dinheiro (Cid Gomes, na Educação).

Ou um comunista (Aldo Rebelo), que afirmou que não acredita que o ser humano é responsável pelo processo de aquecimento global, no Ministério da CIÊNCIA e Tecnologia.

Teve até espaço para as velhas tradições, como a família Barbalho (Helder, na Pesca). Sem contar, o Ministério do Esporte, que foi entregue a Deus.

Um amigo diz que tudo isso é uma estratégia de gênio de Dilma: ela indica um punhado de nomes polêmicos para as vagas de ministros, contrariando seus eleitores e rasgando o que prometeu em campanha. Isso deixa todos tão, mas tão indignados, que acaba por fomentar uma revolução socialista – o que era a intenção dela desde sempre.

O melhor de tudo é que essa tentativa de garantir governabilidade, trânsito e sustentação em um Congresso Nacional hostil não será muito frutífera. Nesse sentido, Dilma vai deixando claro que prefere tentar a sorte com os leões a se respaldar junto à sociedade civil e aos movimentos sociais.

Olha, tá ficando tão complicado que ela vai ter que escalar Jesus, Buda e Maomé na próxima leva de ministros para compensar.

E eu achei que 2015 ia ser mais tranquilo para nós, jornalistas. Mas estou vendo que o governo gosta mesmo é de um bom protesto! Principalmente, da esquerda – seja la o que isso significar hoje em dia.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Se 2014 não terminar logo, Dilma indica o Tiririca para ministro

Deixe o seu comentário