Quer passar 2015 sem dívidas? Confira dicas para se manter no azul

minhaeiro

Publicado no Extra

Nada de economizar no sonho. Comprar uma casa, trocar de carro, uma grande viagem ou um curso de qualificação podem parecer, à primeira vista, desejos ousados para o próximo ano. Mas, na tentativa de sair do vermelho ou se manter no azul em 2015, tornam-se aliados. Especialistas advertem: incorporar o sonho à despesa de rotina é a melhor forma de economizar. E planejar faz muito bem para o orçamento.

— Isso vai ser a motivação. É importante a pessoa lembrar que os recursos estarão sendo canalizados para objetivos maiores — explica o educador e terapeuta financeiro Reinaldo Domingos.

Trocar os pequenos gastos por um grande sonho é a meta da estudante de Administração Carla Almeida, de 22 anos.

Ex-gastadeira assumida, começou a mudar hábitos financeiros, quando decidiu juntar dinheiro para fazer um curso de inglês por um ano na Austrália. Zerou dívidas, mas ainda precisa de grande parte da verba necessária ao projeto:

— Eu comprava muita bobagem. Já peguei empréstimo no banco por isso. Hoje, meu cartão nem anda mais comigo. Estou precisando de roupa porque emagreci, mas não vou comprar — revela ela, que pretende guardar, por mês, mil reais.

A quantia virá do salário de auxiliar administrativo, emprego que arrumou, há dois anos, justamente para garantir, àquela época, o que hoje em dia considera futilidades.
Os cortes podem sair de setores considerados básicos, como telefone, luz e vestimenta. Segundo Domingos, de 20% a 30% dos gastos de uma família são excessos.

— Por exemplo, eu tenho uma televisão a cabo e faço uso de três a cinco canais, mas pago por um pacote com 200. É possível optar por um acordo mais simples com a empresa, no caso — ensina.

O passe livre para as estripulias deve ficar em 2014.

Tudo anotado na tabela
Colocar as finanças em ordem é missão para antes do fim do ano. Tabelar gastos fixos, estimar preços de contas e até anotar as prestações que serão herdadas de 2014 é indispensável para manter o foco e até conseguir — de verdade — sair do vermelho.

— O ideal é pegar uma planilha para listar dívidas, das mais caras até as menores, e colocar outros gastos na ordem de importância. Aí, será possível saber quanto falta para as quitações e abrir espaço para elas — ensina o diretor da Mongeral Aegon Investimentos, Claudio Pires.
Desde o aluguel até o transporte, tudo deve estar declarado. Contar com a memória, mesmo para quem tem o costume, como o pizzaiolo Francisco José do Nascimento, de 39 anos, não é recomendável:

— Eu já fui pego desprevenido. Estava desempregado, surgiu um gasto extra e tive que correr para dar um jeito.
15-dicas-para-ficar-no-azul_WEB

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Quer passar 2015 sem dívidas? Confira dicas para se manter no azul

Deixe o seu comentário