Polícia de Miami usou fotos de criminosos negros em tiro ao alvo

Denúncia foi feita por sargento da Guarda Nacional da Flórida.
Chefe da polícia admitiu o caso, mas negou motivação racial.

Imagem da rede de TV NBC6 mostra os alvos que teriam sido usado por policiais nos Estados Unidos (foto: Reprodução/Site NBC6)

Imagem da rede de TV NBC6 mostra os alvos que teriam sido usado por policiais nos Estados Unidos (foto: Reprodução/Site NBC6)

Publicado no G1

Policiais de Miami utilizaram fotos de criminosos negros em treinamento de tiro, revelou nesta quinta-feira (14) uma TV local, após os Estados Unidos experimentarem uma onda de protestos pela violência policial contra afro-americanos.

A polícia de North Miami Beach usou estas fotos, admitiu em entrevista à rede NBC6 o chefe local, J. Scott Dennis, acrescentando que nenhuma lei foi violada. “Não houve transgressão de nossas políticas (…). Não haverá medidas disciplinares para os policiais envolvidos nisto”, afirmou Dennis.

De qualquer maneira, Dennis garantiu que os policiais não utilizarão mais fotos de prisioneiros para os exercícios de tiro. O chefe de polícia destacou ainda que as fotos não eram apenas de criminosos negros, mas também de ‘brancos e hispânicos’, o que descarta motivação racial.

O uso das fotos foi denunciado por uma sargento da Guarda Nacional da Flórida que treinou no campo de tiro Medley Firearms, após exercícios no local de agentes da polícia de North Miami Beach, e viu uma foto do próprio irmão sendo utilizada como alvo. “Me perguntei porque estavam usando meu irmão como alvo”, disse a sargento Valerie Deant. Todas as fotos ‘eram de homens negros’.

A foto de Woody Deant foi tirada no ano 2000, quando o homem esteve preso. “Agora sou um pai, marido, tenho uma carreira, um trabalho”, afirmou Woody Deant.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Polícia de Miami usou fotos de criminosos negros em tiro ao alvo

Deixe o seu comentário