Em fenômeno raro, bebê nasce ‘grávida’ de gêmeos em Hong Kong

Médicos acharam que massa no abdômen de recém-nascida era tumor.
Quando a retiraram com cirurgia, viram que havia dois fetos.

Setas em exame de tomografia computadorizada mostram a coluna de cada feto (foto: HKMJ/Divulgação)

Setas em exame de tomografia computadorizada mostram a coluna de cada feto (foto: HKMJ/Divulgação)

Publicado no G1

Uma menina chinesa de apenas três semanas de idade teve dois fetos retirados de seu abdômen por meio de uma cirurgia em Hong Kong. A equipe médica a princípio pensou que o bebê tivesse um tumor, e constatou com surpresa, por exames de imagem, que a massa no abdômen da menina continha duas estruturas fetais, com coluna vertebral e formação óssea.

O fenômeno que faz com que um bebê nasça com uma estrutura semelhante a um feto em seu organismo é conhecido como “fetus in fetu”, ou “gêmeo parasita”. Trata-se de uma situação rara: acontece uma vez a cada 500 mil nascimentos. O caso da menina chinesa ocorreu em 2010, mas foi descrito em um artigo publicado na revista científica “Hong Kong Medical Journal” neste mês.

Uma das teorias sobre a formação do gêmeo parasita é a de que ele começa a se desenvolver como um feto normal, mas acaba encapsulado dentro de seu irmão. Outra teoria defende que o fenômeno é resultado de um tipo avançado de tumor, chamado teratoma.

Os autores do artigo consideram que esse caso pode ajudar a entender a origem verdadeira do gêmeo parasita, mas ponderam que é preciso mais evidências para chegar a uma conclusão.

 

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Em fenômeno raro, bebê nasce ‘grávida’ de gêmeos em Hong Kong

Deixe o seu comentário