7 truques comprovados pela ciência para ser mais feliz

São pequenas ações no dia a dia que aumentam a sensação de bem estar do homem, todas elas amparadas por pesquisas de universidades e cientistas sociais

72503764

Rodrigo Capelo, na GQ Brasil

1) Fale com um estranho
Os cientistas comportamentais Nicholas Epley e Juliana Schroeder fizeram um teste, segundo o The New York Times, em Chicago: eles instruíram um grupo de pessoas a conversar com o desconhecido que sentasse por perto num trem e outro a viajar como normalmente fazemos, em silêncio. Em troca, todos ganhavam um cartão-presente de US$ 5 para um café. No fim, os que fizeram contato reportaram experiências mais positivas do que os solitários.

Outro estudo, este de universidades britânicas e canadenses, descobriu que temos o mesmo feeback positivo quando interagimos com quem nos presta algum serviço. O barista, ao nos servir café, por exemplo. A conversa pode ser rápida, apenas uma troca de palavras, mas já é suficiente para ter um efeito positivo em nossos sentimentos para o resto do dia.

2) E também tenha boas conversas
Tão importante quanto trocar algumas palavras com desconhecidos é ter boas conversas com quem a gente conhece. Esta pesquisa de uma universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, seguiu 80 pessoas por quatro dias e associou felicidade a mais tempo de papo com os outros. “Os resultados mostram que a vida é feliz quando é social, em vez de solitária, e quando as conversas são profundas, em vez de superficiais”, escreveram os autores.

3) Ouça músicas tristes
Soa controverso, mas é verdade. Uma enquete com 722 pessoas em várias partes do mundo descobriu que músicas tristes nos alegram por quatro razões: elas nos permitem viajar em nossas imaginações; elas nos ajudam a regular o lado emocional; elas fazem com que a gente se relacione com a emoção alheia e tenha empatia pelos outros; e elas não têm nada a ver com nossos problemas reais, então não trazem consequências. O melhor jeito de explicar o impacto: elas são tão eficientes quanto o consolo de amigos.

4) Compre experiências, não produtos
Consumir é bacana, todo mundo sabe. Mas este estudo publicado em 2014 no The Journal of Positive Psychology vai além: adquira boas experiências em vez de apenas um punhado de itens. As pessoas costumam comprar mais produtos porque eles são fáceis de quantificar. Eles estão ali, nas suas mãos, e podem ser contados. Só que o efeito que eles causam no bem-estar é mais curto e menos significativo que uma experiência, como sair, viajar, comer…

5) Faça alguém sorrir
Esta é simples e clichê, mas funciona: estabeleça como objetivo diário fazer alguém sorrir, e você mesmo irá se sentir melhor. É a conclusão de Melanie Rudd, da Universidade de Houston, nos Estados Unidos. A professora descobriu isso ao analisar as rotinas de 50 adultos por 24 horas. Pode ser aquele sujeito do elevador, a senhora que esbarrou contigo no café. O importante é que essas metas sociais sejam cumpridas todos os dias.

6) Admire coisas bonitas
Isso aí. O bom design nos deixa felizes, segundo uma série de experimentos em laboratório e entrevistas online. Voluntários olharam e interagiram com objetos divididos em três categorias: bonito, funcional e bonito e funcional. Os itens bonitos e funcionais ativam sentimentos como calmaria e satisfação e reduzem raiva em um terço. E coisas somente bonitas também diminuem emoções negativas em 29%. Admire o design do que o rodeia.

7) Coma mais frutas e vegetais
Esta é de pesquisadores da Nova Zelândia. Foram acompanhadas 405 pessoas por 13 dias, e as mais felizes relataram um número maior de frutas e vegeais na dieta. Elas tinham níveis mais altos de curiosidade, criatividade, entre outras emoções positivas. Vai um brócolis aí?

dica do Tom Fernandes

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 7 truques comprovados pela ciência para ser mais feliz

Deixe o seu comentário