Videogame desperta emoções tão profundas quanto romances

foto: flickr.com/boarderland/

foto: flickr.com/boarderland/

Carol Castro, no Ciência Maluca

Se durante a leitura de um livro você só assiste aos passos dos protagonistas (e, ainda assim, se envolve com cada escolha deles), em jogos de videogame você toma as decisões por eles. E isso, garante uma nova pesquisa americana, desperta em você sentimentos profundos e significativos – não apenas uma leve sensação de divertimento.

Eles convidaram 512 fãs de videogame para relembrar jogos que foram particularmente divertidos e outros significativamente marcantes. Em seguida, eles avaliaram suas próprias percepções sobre cada jogo. Os jogadores contaram se divertir em todos os games, mas sentiam prazer maior em jogos que haviam despertado sentimentos mais profundos, como culpa, tristeza ou felicidade por alguma decisão tomada.

“Os jogos deixaram de ser um simples ‘aponte e clique’ para algo incrivelmente maior, que envolve experiências emocionais. E agora eles têm o potencial de nos dar os mesmos tipos de sensações que grandes músicas e romances”, conta Nick Bowman, um dos autores da pesquisa.

Segundo ele, um bom exemplo é uma cena do jogo Spec Ops. Em determinado momento, o jogador precisa encarar a decisão moral de usar armas químicas em um inimigo e matar um monte de refugiados inocentes.  E a morte deles pode desencadear uma série de emoções.

E aí, jogadores, é real isso mesmo? Ou brincar de matar pessoas na tela da tevê não causa o menor remorso?

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Videogame desperta emoções tão profundas quanto romances

Deixe o seu comentário