Especialistas afirmam que colorir em grupo proporciona bem-estar e reduz o estresse

As irmãs Juliana (de preto) e Maria Clara gostam de colorir juntas (foto: Urbano Erbiste)

As irmãs Juliana (de preto) e Maria Clara gostam de colorir juntas (foto: Urbano Erbiste)

Flávia Nunes, no Extra

Se colorir livros é bom para aliviar o estresse de adultos, fazer a atividade em conjunto pode ser melhor ainda. Especialistas atestam os benefícios que a brincadeira coletiva traz para a saúde mental. E os coloridores parecem já ter percebido isso: vêm se reunindo, cada vez mais, em grupos — tanto em mesas de livrarias como nas redes sociais. A Livraria da Travessa já organizou, este ano, encontros no Rio e em São Paulo. No Facebook, são ao menos dez comunidades com milhares de perfis, tutoriais, dicas de compra de materiais e exposição de trabalhos.

A troca de experiências entre coloridores amplia a rede de relacionamentos e proporciona a sensação de bem-estar, explica a psicóloga da Faculdade Medicina de Petrópolis Camila Aloisio Alves:

— Os encontros promovem sensação de pertencimento e sociabilidade. É bom conhecer pessoas que compartilham interesses, gera prazer.

Colorindo há três semanas, a jornalista Maria Clara Tavares, de 23 anos, conheceu as publicações de pintar por amigos nas redes sociais. Ela e a irmã compraram o livro e agora pintam juntas:

— Como não moramos juntas, nos encontramos de vez em quanto para colorir. Quando vou para o meu livrinho, fico por horas.

Se colorir livros é bom para aliviar o estresse de adultos, fazer a atividade em conjunto pode ser melhor ainda. Especialistas atestam os benefícios que a brincadeira coletiva traz para a saúde mental. E os coloridores parecem já ter percebido isso: vêm se reunindo, cada vez mais, em grupos — tanto em mesas de livrarias como nas redes sociais. A Livraria da Travessa já organizou, este ano, encontros no Rio e em São Paulo. No Facebook, são ao menos dez comunidades com milhares de perfis, tutoriais, dicas de compra de materiais e exposição de trabalhos.

A troca de experiências entre coloridores amplia a rede de relacionamentos e proporciona a sensação de bem-estar, explica a psicóloga da Faculdade Medicina de Petrópolis Camila Aloisio Alves:

— Os encontros promovem sensação de pertencimento e sociabilidade. É bom conhecer pessoas que compartilham interesses, gera prazer.

Colorindo há três semanas, a jornalista Maria Clara Tavares, de 23 anos, conheceu as publicações de pintar por amigos nas redes sociais. Ela e a irmã compraram o livro e agora pintam juntas:

— Como não moramos juntas, nos encontramos de vez em quanto para colorir. Quando vou para o meu livrinho, fico por horas.

Irmã de Maria Clara, a analista de tecnologia da informação Juliana Tavares, de 27 anos, apesar da falta de tempo, tenta praticar.

— Pinto uma vez por semana. Nesses momentos, vi que o livro realmente cumpre a proposta de relaxar e distrair.

A atividade diminui a ansiedade, exercita a criatividade e estimula a coordenação. O neuropsiquiatra do Hospital Adventista Silvestre Sander Fridman confirma o ganho.

— Essa tarefa faz com que a pessoa não pense nos problemas, pois está focada em algo diferente. A tranquilidade é obtida pela distração.

Para a psicóloga, os benefícios são grandes para quem tem uma vida agitada:

— As pessoas estão conectadas e com informações o tempo todo. A atividade manual é uma oportunidade de focar a atenção.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Especialistas afirmam que colorir em grupo proporciona bem-estar e reduz o estresse

1 Comentário

  1. edu disse:

    Aff escreveram várias vezes a mesma coisa, vão pintar vão

Deixe o seu comentário