Suprema Corte dos EUA aprova o casamento gay nacionalmente

Ativista Carlos McKnight levanta bandeira do movimento GLBT em frente à Suprema Corte em Washington, nesta sexta (26), após a aprovação do casamento entre homossexuais em todo o país (Foto: Jacquelyn Martin/AP)

Ativista Carlos McKnight levanta bandeira do movimento GLBT em frente à Suprema Corte em Washington, nesta sexta (26), após a aprovação do casamento entre homossexuais em todo o país (Foto: Jacquelyn Martin/AP)

Publicado no G1

A Suprema Corte americana votou nesta sexta-feira (26) a aprovação do direito de casais do mesmo sexo se casarem pela Constituição, uma vitória para o movimento pelos direitos homossexuais no país.

A Corte aprovou por cinco votos a quatro a garantia do matrimônio pela Constituição, o que significa que os estados não podem mais barrar os casamentos entre homossexuais. Com a votação, o casamento será legalizado em todos os 50 estados.

O presidente americano, Barack Obama, disse no Twitter que a aprovação é um grande passo para a igualdade de direitos. “Casais de gays e lésbicas têm agora o direito de se casar, como todas as outras pessoas. #Oamorvence”, disse o presidente. Ele fará um pronunciamento em breve sobre a decisão.

A pré-candidata democrata à presidência dos EUA, Hillary Clinton, também comemorou a decisão em seu perfil na rede social.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Suprema Corte dos EUA aprova o casamento gay nacionalmente

Deixe o seu comentário