Metaleiros são mais felizes que fãs de outros gêneros musicais, diz estudo

Metaleiros fazem sinal para os fotógrafos ao entrarem no quarto dia do Rock in Rio 2013 (foto: Zulmair Rocha/UOL)

Metaleiros fazem sinal para os fotógrafos ao entrarem no quarto dia do Rock in Rio 2013 (foto: Zulmair Rocha/UOL)

Publicado no UOL

As mãos fazem sinais de chifre, as roupas são escuras e suas letras muitas vezes são soturnas e depressivas, mas um estudo divulgado recentemente aponta que adultos que curtiram heavy metal na adolescência tiveram uma juventude mais feliz e mais equilibrada, o que também resulta em adultos mais saudáveis.

O estudo divulgado pelo jornal americano especializado em medicina “Self and Identity” analisou 387 adultos: 154 que ouviam metal na década de 80, 80 que ouviam diferentes tipos de música, e 153 estudantes universitários da Califórnia.

Descobriu-se que os metaleiros relataram níveis mais elevados de felicidade quando jovens e também eram menos propensos a ter arrependimento de coisas que haviam feito na adolescência.

A chave para essa felicidade, aponta o jornal, pode estar no senso de comunidade. “O apoio social é um fator crucial de proteção para jovens problemáticos”, apontaram os pesquisadores. “Os fãs e músicos puderam experimentar altos níveis de emoção em grupo”.

A ironia do estudo é que o metal era considerado corrosivo para os valores morais da década de 1980. O Judas Priest chegaram ir aos tribunais porque o álbum “Stained Class” foi acusado de conter mensagens subliminares que levaram dois jovens a cometerem suicídio em 1985.

dica do Rogério Moreira

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Metaleiros são mais felizes que fãs de outros gêneros musicais, diz estudo

Deixe o seu comentário