Estrangeiros cometem gafes ao visitar o Brasil; conheça as mais irritantes

publicado no UOL

Mesmo na era digital, quando é possível descobrir muito sobre um destino com poucos cliques, ainda há muita gente no exterior que resume o Brasil a três palavras: futebol, samba e florestas. “Não é difícil encontrar quem ache que os animais da floresta Amazônica também circulam pelas grandes cidades, por exemplo”, afirma Leopoldo Pimentel, guia que acompanha turistas estrangeiros em viagens ao Brasil.

Embora algumas questões tenham sido desmistificadas, diversos turistas cometem gafes capazes de tirar os brasileiros do sério. A seguir, você conhece alguns dos equívocos mais comuns. Para encará-los com uma boa dose de descontração, basta entender que a razão da distorção é a mais pura falta de informação. Por isso, da próxima que vir um gringo dando uma mancada, respire fundo e conte até dez.

nova-especie-de-macaco-zogue-zogue-callicebus-caquetensis-descoberta-recentemente-em-uma-expedicao-cientifica-a-amazonia-1281631432587_615x300

Entre galhos e cipós

De acordo com Fábio Miranda, supervisor de operações internacionais da empresa de turismo E-htl Viagens Online, muitos estrangeiros acreditam que a Floresta Amazônica ocupa todo o território brasileiro. Por isso, ainda hoje, alguns turistas acreditam que há animais silvestres circulando pelas ruas.

O especialista lembra um episódio que ganhou repercussão em 2010. Na época, o ator norte-americano Sylvester Stallone gravava cenas do longa metragem “Os Mercenários” no país e afirmou: “Você pode explodir o país inteiro e eles vão dizer ‘obrigado e aqui está um macaco para você levar de volta para casa'”.

¡Hola!¿Qué tal?

Há estrangeiros bem intencionados que ensaiam o espanhol antes de deixarem seus países, para não fazerem feio ao chegarem ao Brasil. Eles ficam desapontados quando descobrem que aqui a língua falada é o português.
Segundo Orlando Neto, sócio da agência de viagens Unikee Travel Experiences, o equívoco acontece porque, nos países vizinhos, todos falam espanhol. “Sem contar que algumas pessoas não sabem diferenciar um país do outro, considerando a América Latina como um todo. Não é à toa que muitos pensam que Buenos Aires é a capital do Brasil,

Mesmo depois de ter levado sete gols da Alemanha, o Brasil continua sendo conhecido mundo afora como o país do futebol. O que não significa que todos os brasileiros sejam fanáticos pelo esporte, como muitos estrangeiros pensam. “O futebol brasileiro ainda é a maior referência que os nativos de outros locais do mundo têm sobre nós”, explica Miranda.

“Apesar dos erros geográficos e culturais que cometem quando o assunto é o Brasil, os estrangeiros sabem bastante sobre o futebol brasileiro e arriscam até os nomes dos jogadores”, completa o especialista. Com isso, geralmente ficam desapontados quando se deparam com alguém que vive aqui e não se encanta pelo esporte.

Samba no pé

Da mesma forma, muitos gringos ficam decepcionados ao descobrirem que nem todo brasileiro leva jeito para o samba, que no Brasil não é Carnaval o ano inteiro, que as mulheres aqui não se vestem como rainha de bateria de escola de samba no dia a dia e que nem todas as brasileiras são morenas e curvilíneas.

“Uma vez, um cliente me perguntou se o episódio do ‘The Simpsons’ que fez uma sátira mostrando programas brasileiros infantis sendo apresentados por mulatas de biquíni retratava a realidade”, conta Miranda. “Essa associação é muito comum e capaz de deixar qualquer brasileiro irritadíssimo”, afirma.

Povo caloroso

A energia, a felicidade e o calor humano do brasileiro contagiam a maioria dos estrangeiros que desembarcam no país. Por outro lado, a visão deles sobre essas características pode incomodar o povo que os recebe de braços abertos. “A nossa alegria excessiva é vista como babaquice por algumas pessoas que vêm de fora”, diz Miranda.
“Nosso alto-astral muitas vezes é enxergado como algo negativo. Por estarmos sempre de bem com a vida, eles acreditam que não levamos nada a sério e temos menos capacidade de desenvolver bons trabalhos”, declara Neto.

Reforço positivo

A maioria dos preconceitos dos estrangeiros cessa assim que pisam em solo brasileiro, fazendo com que voltem aos seus respectivos países com ótima impressão do país. Mas notícias negativas, algumas vezes, repercutem mais do que bons feitos e acabam reforçando estereótipos. Por isso, cabe aos brasileiros evidenciarem o que a nação tem de melhor.

“Publicar sobre nossas belezas naturais nas redes sociais e dar ênfase aos aspectos positivos do país em conversas informais com estrangeiros são ótimas maneiras de começar a desmitificar os preconceitos que eles têm sobre o Brasil e o nosso povo”, acredita Neto.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Estrangeiros cometem gafes ao visitar o Brasil; conheça as mais irritantes

Deixe o seu comentário