Vereador pretende instituir o ”Dia do Gol da Alemanha”

Júlio César foi buscar sete vezes a bola nas sua rede

Júlio César foi buscar sete vezes a bola nas sua rede

Publicado em O Povo

Recordar a derrota da seleção brasileira de 7 a 1 para a Alemanha durante as da Copa do Mundo de 2014, ainda é difícil. Imagina, então, criar o “Dia do Gol da Alemanha”. Essa polêmica começou a surgir em Campinas e pode ganhar o Brasil.

“Não é para ser comemorado e sim para ser lembrado como o dia da maior tragédia do futebol brasileiro”, essa é a justificativa de um vereador de Campinas, no interior de São Paulo, que propôs o projeto, que institui o dia 8 de julho como o “Dia do Gol da Alemanha”.

O projeto foi protocolado nessa segunda-feira, 3, na primeira sessão da Câmara, após o recesso de julho, pelo vereador Jota Silva (PSB).

“Longe de ser um dia para piadas e gozações e sim um dia para refletir e pensar na construção de um futebol sem corrupção, sem batalhas entre torcidas organizadas, ou seja, um futebol para o povo”, diz o político que quer relembrar o dia em que a seleção brasileira sofreu a amarga derrota para a seleção da Alemanha.

Segundo o Estadão, o vereador disse que a ideia é que em todo dia 8 de julho, sejam promovidos debates e atividades para lembrar a “tragédia do Mineirão”. Para Jota Silva, esse é uma oportunidade de o município discutir a situação do futebol brasileiro.

Apesar de parecer piada, o vereador destacou que não se trata de uma brincadeira, mas sim de seriedade. “Guardadas as devidas proporções, todas as grandes tragédias mundiais são lembradas. Porque essa tragédia no esporte brasileiro também não deveria ser lembrada?”, questionou Silva.

Jota Silva, em seu terceiro mandato na Câmara de Campinas, é o autor de projetos de lei, como por exemplo, a “Semana da Música Sertaneja’, Dia do Policial” e o “Dia do Instrutor de Autoescola”

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Vereador pretende instituir o ”Dia do Gol da Alemanha”

1 Comentário

  1. Ismael Silva Santos disse:

    Foi horrível, saga esportiva de 2014, página obscura do futebol brasileiro, mas foi verdade, e deve recordado como lição.

Deixe o seu comentário