Um guia do Snapchat pra você que acha que passou da idade em 8 dicas

publicado no IdeaFixa

Mais uma rede? Como eu vou dar conta disso tudo? Mas Snapchat não é só pra mandar nudes? Essas e outras questões respondidas nesse guia para quem acha que o Snap não é pra você. E acredite: pode ser muito divertido.
A primeira vez que instalei o Snapchat foi há uns 6 meses. Abri o aplicativo e de repente PAM! A primeira coisa que aparece é uma câmera apontada pra sua cara. Desliguei no susto, desinstalei e achei que nunca ia conseguir lidar com aquilo.

Alguns meses depois ouvi uma amiga falanda da rede super empolgada. Perguntei por que ela curtia tanto e quis dar mais uma chance para o aplicativo. Resultado: um mês depois, é disparada a rede que mais me diverte. O Instagram ficou chato. O Facebook nem se fala.

velhoinho

É bom ressaltar que tenho 33 anos, idade de Cristo pela hora da morte e segundo a maioria das pessoas, muito velha pra usar essa bagaça. Mas eu lá quero me sentir obsoleta tão cedo? Me sentir como minha mãe sofrendo pra aprender a mandar e-mail aos 60 anos me deu uma certa raivinha. Meio cedo pra largar os bets, não? Então resolvi criar esse guia para mostrar que não é um universo tão esquisito e distante assim.

1. EFEMERIDADE

A primeira coisa que você tem que entender aqui é que nada dura para sempre. Diferente do Facebook que faz questão de te lembrar o que você estava fazendo há 2 anos atrás, cada Snap que você faz não dura um minuto a mais que as 24 horas pré-determinadas. Ele pode durar menos, caso você queira apagar antes. Mas essa é a matemática: aqui o agora vale mais do que a memória.

2. DESPRETENSÃO

A despretensão da rede é uma consequência imediata da efemeridade. O Snap não te dá espaço para fazer uma foto super artística, os videos tem uma qualidade contestável e o áudio é sempre ruim. Sabe aquelas fotos que vc fez de uma viagem e passou um tempão escolhendo qual colocaria no Insta, que filtro usaria, etc? No Snapchat isso NON ECXISTE. A verdade nua crua e sem filtro é a grande graça aqui.

Então eu posso colocar 10 fotos seguidas, 3 videos e foda-se? PODE SIM. Tudo some em 24 horas e a vida segue.

3. STORYTELLING

No Snap, uma história contada é sempre mais divertida do que uma foto sozinha. Por exemplo, você está fazendo um rolê pela Tailândia (ou para o interior de Minas Gerais), e quer que seus amigos sintam de uma forma mais pessoal como está sendo aquela viagem. Você pode fazer uma sequência de snaps de video e foto, nomeando os lugares, mostrando detalhes legais, tudo com uma câmera em primeira pessoa. Essa é outra peculiaridade do Snap: não tem como apertar o timing, ou apertar o botão de video e deixar gravando. Você precisa ficar lá com o dedão apertando até o fim. O tempo máximo de vídeo no Snap é de 10 segundos – o suficiente para ninguém ficar chato.

5. NÃO TEM LIKE, NÃO TEM STALKER DE PERFIL, NÃO TEM COMENTARISTA QUERENDO APARECER, NÃO TEM TEXTÃO

A cultura da popularidade por likes ou por quantidade de seguidores é coisa do passado aqui. Você consegue ver apenas quem e quantas pessoas visualizaram o seu Snap. Só e somente você. Nenhum dos seus seguidores consegue ver quantas pessoas te seguem ou quantas pessoas visualizaram um post seu, e vice-versa. Logo, se alguém curtiu o seu snap, vai ter que abrir a sua janela para falar pessoalmente com você. Ninguém vai usar o comentário para ser engraçadinho e ganhar like no post alheio. E isso mudo tudo 😉

Assim como não tem como entrar no perfil de alguém e dar uma olhadinha nos snaps dela. Para ver tem que seguir, e o máximo que você vai conseguir sacar é quantos posts a pessoa já fez na rede – o único dado aparente do perfil alheio.

Sobre textos enormes: impossível: o número de caracteres permitido para uma imagem é suficiente apenas para uma pequena legenda. ALELUIA!

6. DICA ELEGANTE

O Snap te dá duas possibilidades quando você vai finalizar um post. Ou coloca na “sua história”, que é o que vai aparecer na “timeline” das pessoas que te seguem, ou você pode escolher mandar pra todas (ou algumas) pessoas que você segue. Eu particularmente acho meio chato receber no meu chat uma selfie sem graça quando eu fui seca para ver uma mensagem realmente endereçada a mim. Ela poderia ser deixada apenas na sua história, para que apenas quem te segue possa acessar quando tiver vontade. Me parece coisa de gente carente, mas né. Cada um usa como quer.

Lembrando que nas configurações você tem a possibilidade de escolher que só os seus amigos podem mandar mensagens pessoais pelo chat. Isso minimiza a chance de receber uma foto de pau de alguém que você nem pediu pra ver.

7. MANDA NUDES!

Sim. A rede é amplamente usada para esse fim. Pela efemeridade, porque não dá pra puxar foto de arquivo e só dá pra mandar uma que você tirou na hora, porque mamilos, bundas e paus não são proibidos como nas redes do Marquinho. Você pode deixar um nude para todo mundo ver se for exibicionaista, ou mandar apenas para um de seus amigos.

Mas para os equivocados (para não dizer criminosos) que acham massa compartilhar um momento de intimidade que foi dividido apenas com você, fique atento. O Snap avisa quando alguém tira print de um post seu e diz quem é. Logo, fica fácil descobrir quem foi que compartilhou aquela imagem por aí.

Não seja essa pessoa.

8. PRONTO PARA COMEÇAR?

Se ficou animado para brincar um pouco, comece adicionando os amigos bacanas que você vai encontrar através dos seus contatos no telefone (como no Whatsapp).

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Um guia do Snapchat pra você que acha que passou da idade em 8 dicas

Deixe o seu comentário