Adolescentes com mais de 300 amigos no Facebook são mais estressados

De acordo com um novo estudo, jovens com mais de 300 amigos na rede social apresentam níveis elevados de cortisol, hormônio relacionado ao stress

Altos níveis de cortisol, por um período prolongado, pode afetar a concentração, a tomada de decisões e as interações sociais dos adolescentes (foto: Thinkstock/VEJA)

Altos níveis de cortisol, por um período prolongado, pode afetar a concentração, a tomada de decisões e as interações sociais dos adolescentes (foto: Thinkstock/VEJA)

Publicado na Veja on-line

Os adolescentes que têm mais de 300 amigos no Facebook são mais estressados. É o que diz um estudo publicado recentemente no periódico cientifico Psychoneuroendocrinology.

Pesquisadores da Universidade de Montreal, no Canadá, analisaram 88 adolescentes com idade entre 12 e 17 anos para saber se a popularidade online poderia levar a uma situação de mais pressão no grupo de amigos. Os participantes então relataram quantos amigos tinham no Facebook, além da frequência que utilizavam a rede social. Durante três dias foram coletadas amostras de sangue para medir os níveis de cortisol, hormônio relacionado ao stress. As informações são do jornal britânico The Telegraph.

Os resultados mostraram que adolescentes com muitos amigos (mais de 300) na rede social apresentaram níveis mais elevado de cortisol.

De acordo com os pesquisadores, uma possível explicação para a associação é que, na adolescência, ter “muitos amigos” pode significar sofrer maior pressão social em vez de ter apoio do grupo.

A longo prazo, níveis altos de cortisol podem causar redução no tamanho do cérebro e diminuir a fabricação de novos neurônios, o que afeta a concentração, a tomada de decisões e as interações sociais. Estudos anteriores também mostraram que níveis elevados do hormônio em jovens de 13 anos poderia levar ao desenvolvimento de depressão na fase adulta.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Adolescentes com mais de 300 amigos no Facebook são mais estressados

1 Comentário

Deixe o seu comentário