Falar palavrões (com moderação) faz bem à saúde, mostra estudo

asneiras

Publicado no Vírgula

Mães e pais deveriam pensar duas vezes antes de lavar a boca de seus filhos com sabão por conta de palavrões. Um estudo conduzido pelo psicólogo Richard Stephens, professor na Universidade Keele, no Reino Unido, mostra que soltar palavras mal-educadas de vez em quando faz bem à saúde. As informações são do jornal The Mirror.

De acordo com a pesquisa, pequenas doses de palavrão ajudam as pessoas a controlar suas emoções e a administrar a dor. O estudo foi composto por uma série de experimentos. Em um deles, Stephens fez com que pessoas jogassem, entre si, videogames de tiro.

“Os jogos fizeram com que as pessoas ficassem mais agressivas, portanto sua linguagem ficou mais emocional, e elas xingavam. Isso explica os palavrões e os torna mais aceitável”, explicou o psicólogo.

“Nós queremos utilizar palavrões que são tabú quando nos emocionamos. Nós crescemos sabendo o que são essas palavras. Utilizá-las quando estamos emocionados pode ajudar a nos sentirmos mais fortes. Alguma palavras são mais tabú que outras, mas os efeitos podem ser maiores se as palavras usadas forem mais fortes”, acrescentou.

Recentemente, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, proibiu palavrões em livros, jornais, filmes, shows e na TV em seu país. A lei despertou controvérsias no mundo todo.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Falar palavrões (com moderação) faz bem à saúde, mostra estudo

Deixe o seu comentário