4 coisas que você NÃO deveria fazer no Facebook

n-FACEBOOK-large570

Publicado no Brasil Post

 

 

 

O Facebook é uma rede SOCIAL. Social significa interativa. Tudo o que você posta no Facebook pode precipitar uma resposta dos seus amigos. Se depois de compartilhar alguma coisa você achar que seu post não é engraçado, inteligente, relevante ou interessante, pode simplesmente deletá-lo.

Eis o que não postar no Facebook.

1. Não seja o chato dos dias comemorativos

O Facebook é uma comunidade. Suas conexões de Facebook, sejam amigos próximos ou conhecidos, vão ler seus posts, digerindo as informações que você posta a respeito de si mesmo. Se você estiver tendo um dia ruim, eles vão se comiserar. Se tiver algo para comemorar, vão te dar os parabéns. E as fotos costumam receber o maior número de respostas.

Mas pense bem antes de postar coisas deprimentes. Se você não gosta do Dia das Mães, talvez seja melhor não entrar no Facebook neste dia. O Dia dos Pais é ainda mais carregado emocionalmente. Se seu pai era um escroto, talvez seja melhor ficar desconectado no segundo domingo de agosto.

2. A máfia médica

Acho perturbador que certas pessoas – não médicos ou enfermeiros – escrevam sobre os perigos da medicina convencional e dos tratamentos médicos, apontando para artigos sobre os efeitos milagrosos do caju ou das vitaminas de frutas na cura de problemas que vão de doenças mentais a câncer terminal.

Leigos prescrevendo curas não é só uma coisa irresponsável – é também um insulto para todos que usam remédios para se tratar. E pode provocar medo e incerteza nas pessoas que enfrentam problemas de saúde.

Nunca se sabe – o que você posta pode levar uma pessoa com depressão clínica a parar de tomar remédio, o que pode piorar as coisas.

Uma coisa é perguntar opiniões sobre o melhor remédio para alergia. Outra bem diferente é proclamar que todos os remédios são ruins e que basta comer direito e respirar fundo para se curar.

3. A modéstia ostentadora

Você sabe do que estou falando e provavelmente não gosta disso, como eu.

“Putz, não sei se faço um cruzeiro no Mediterrâneo ou se vou para um resort no Caribe. Opiniões?”

“Minha caixa de entrada está tão cheia que nunca vou conseguir ler todos os emails. Muito ocupado!”

“Oprah quer ler as provas do meu próximo romance. Não sei se fico feliz – ela pode ser muito crítica.”

Pare. Se tiver uma boa notícia para compartilhar, por favor, compartilhe. Mas não tente fazer dela um altar onde você será adorado.

4. E o mais irritante de tudo… os posts vagos (e as indiretas)

“Não acredito que um amigo faria isso comigo. Aprendi a lição.”

“Que dia MARAVILHOSO!!! Minha vida nunca mais será a mesma!”

“Nada vai salvar esse dia de merda.”

“Queria que você estivesse comigo aqui e agora!”

Pessoal. Ou conta ou não conta. Esse tipo de post é só um pedido para que as pessoas perguntem: “Por quê? O que aconteceu? Tá tudo bem? Qual é a boa notícia?” Se você vai acabar contando, faça isso logo de cara. Ou então fique quieto.

Pense assim:

Se você fosse à casa de uma amiga e ela estivesse curtindo uma tarde com a mãe, você diria que está triste porque sua mãe é uma megera?

Se você visitasse um amigo no hospital, diria para esse amigo tirar o soro que carrega um remédio extremamente importante?

Você ligaria para um amigo para dizer: “Acabo de receber a melhor notícia da minha vida!” e depois desligaria o telefone?

Você faria comentários autodepreciativos para seu chefe? Ou para sua família?

O Facebook é mais que um lugar para você dizer o que pensa e o que sente. É um lugar onde as outras pessoas vão ler seus posts e reagir a eles. Também não é uma sala de aula. É um bairro. Pense no que vai postar. Você diria a mesma coisa cara-a-cara para mais de 500 pessoas? Você não está gritando numa sala vazia, você está transmitindo para todos os seus amigos de Facebook.

Suas conexões virtuais merecem a mesma consideração de suas conexões reais.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 4 coisas que você NÃO deveria fazer no Facebook

1 Comentário

  1. Bem criativo, pena que faço diversas coisas ai descritas

Deixe o seu comentário