No Centro do Rio de Janeiro, mulher protege assaltante de agressões até PM chegar

Ouvindo frases como “Amanhã ele rouba a senhora”, mulher evitou que pedestres batessem em homem que tentara cometer um roubo na avenida Rio Branco

roubo-rioCristina Grillo e Leo Lemos (imagens), na Época

A cena se repete com frequência impressionante nas ruas do Centro do Rio de Janeiro, principalmente no horário do almoço, quando aumenta a circulação de pedestres: assaltantes roubam celulares, bolsas, relógios, cordões e o que mais estiver visível –e acessível—e correm, se misturando à multidão. Na maioria dos casos, conseguem escapar, mas nesta quarta-feira (13), por volta das 12h30, um homem que tentara assaltar uma pessoa na avenida Rio Branco foi perseguido por dezenas de pessoas e pego. Enquanto alguns dos perseguidores ameaçavam espancar o assaltante, uma mulher colocou-se a sua frente para impedir o que poderia se transformar em um linchamento. Pedia “pelo amor de Deus” para não baterem no homem, sentado no chão. Ouvia, como resposta, frases como “ele vai assaltar de novo” e “o dia que for com a senhora, vai ver, vai sentir o gosto”. Policiais militares apareceram e levaram o homem preso. A vítima do assalto, o homem de terno que começara a perseguição, não estava mais lá.

Assista ao vídeo abaixo:

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for No Centro do Rio de Janeiro, mulher protege assaltante de agressões até PM chegar

Deixe o seu comentário