Papa pede perdão a protestantes por perseguição no passado

PapaFranciscoGregorioBorgiaAP

Publicado em O Povo

Ao falar em cerimônia na Basílica de São Paulo, em Roma, o papa Francisco pediu perdão aos protestantes e membros de outras igrejas cristãs pela perseguição de católicos no passado. Ele também pediu aos católicos que perdoem aqueles que os perseguiram.

O Vaticano anunciou nesta segunda-feira, 25, que o pontífice vai visitar a Suécia este ano para marcar o 500° aniversário de reforma. A viagem está prevosta para o dia 31 de outubro para a cidade sueca de Lund, onde a Federação Luterana Mundial foi fundada em 1947.
Martinho Lutero é apontado como primeiro líder da Reforma Protestante, em 1517, ao ter escrito 95 teses, que ele teria pregado na porta de uma igreja de Wittenberg, criticando a Igreja Católica pela venda do perdão de pecados em troca de dinheiro.

Em toda a Europa e dentro do Cristianismo seguiu uma violenta divisão, às vezes, política, o que levou, entre outras coisas, à Guerra dos 30 anos, à destruição de mosteiros ingleses e à queima de vários “hereges” de ambos os lados.

Católicos tradicionalistas acusam o papa Francisco de fazer demasias concessões aos luteranos, particulamente em uma “oração comum” que ambas as religiões vão usar durante as comemorações de 2017.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Papa pede perdão a protestantes por perseguição no passado

2 Comentários

Deixe o seu comentário