6 lugares superseguros feitos para proteger coisas estúpidas

Publicado no Mega Curioso

Se você tivesse a oportunidade (e muito dinheiro disponível) para construir um cofre capaz de sobreviver até mesmo a uma guerra nuclear, o que guardaria nele? Dinheiro? Joias? Cartinhas de amor trocadas com seu primeiro par romântico? Acredite, tem muita gente por aí gastando milhares de dólares para proteger sementes. Ou pecinhas de LEGO. Ou CDs de cantoras pop. Afinal, cada um tem suas prioridades, não é mesmo?

Neste artigo, o Mega Curioso selecionou seis lugares superseguros que foram construídos para armazenar itens no mínimo curiosos – e que normalmente não receberiam tanta atenção pela maioria das pessoas. A maioria deles fica nos Estados Unidos, mas também temos alguns casos no oriente e Europa. Confira nossa lista e divirta-se.

6) Mostra Internacional da Amizade (Coreia do Norte)
Inaugurado em agosto de 1978, o International Friendship Exhibition (nome que pode ser traduzido como “Mostra Internacional da Amizade) é um museu altamente protegido e localizado em uma área bastante afastada de qualquer centro residencial ou comercial. O complexo possui mais de 150 salas que armazenam centenas de presentes recebidos de outros países ao longo dos últimos séculos.

Para entrar no recinto, é necessário largar câmeras, celulares, bloquinhos de anotações e até canetas. Entre os itens que você encontra lá dentro, destacam-se as seguintes “relíquias”: uma cópia em VHS do filme Space Jam, um exemplar do disco Volta (da cantora islandesa Björk), um relógio de mesa oferecido pelo fundador da CNN Ted Turner, uma bola de basquete assinada por Michael Jordan e uma maleta feita com pele de crocodilo dada por Fidel Castro.

5) Sede da Cientologia (EUA)
Você já ouviu falar da Cientologia? Trata-se de um conjunto de crenças e práticas criadas na década de 50 pelo escritor estadunidense Lafayette Ron Hubbard – que, por sinal, é tido por muitos como “o pai dos livros de autoajuda”. A sede dessa seita bizarra, que é uma igreja batizada de Twin Peaks, fica no estado da Califórnia (EUA) e possui um complexo sistema de segurança para impedir o acesso de pessoas não-autorizadas.

Cabines de vigilância, detectores de movimento, câmeras infravermelho, sensores de calor e até mesmo arame farpado foram empregados na construção desse local. Quer saber o que é armazenado por lá? De acordo com as poucas pessoas que conseguiram autorização para entrar lá, você só encontra cópias das escrituras de Hubbard guardadas em laserdics (aqueles discos gigantescos, antecessores dos famosos CDs que tanto fizeram sucesso). Esses mesmos livros, porém, podem ser comprados por cinquenta centavos de dólar em sebos por aí.

4) Cofre de Registros das Montanhas de Granito (EUA)

08143333969113
Localizado no interior de uma montanha no estado de Utah, nos Estados Unidos, este cofre é praticamente um abrigo para o fim do mundo. O local foi projetado para aguentar desastres naturais e até mesmo guerras devastadoras. Mas, afinal, quem o construiu e para quê? Os mórmons, que queriam um lugar extremamente seguro para armazenar registros genealógicos de seus fiéis em “tecnológicas” fitas de microfilme.

De acordo com o próprio movimento religioso, o cofre é necessário porque incêndios poderiam se alastrar pelo país em qualquer momento e destruir informações guardadas em mídias menos protegidas, como livros em bibliotecas. Dessa forma, se um dia o mundo se acabar em bombas atômicas, os mórmons do mundo inteiro podem ir até Utah descobrir o nome de seus tataravôs. Interessante, não?

3) Silo Global de Sementes de Svalbard (Noruega)

08143522124117
Também conhecido como Doomsday Vault (ou “Cofre do Apocalipse”), esta singela construção foi inaugurada em 2008 e está localizada na ilha norueguesa de Svalbard. O silo foi encomendado pelo próprio governo da Noruega e foi projetado para armazenar em segurança uma série de preciosas… Sementes. É isso mesmo.

A ideia é que, caso o mundo realmente sofra com uma tragédia em escala global e tenha sua flora dizimada, os sobreviventes possam viajar até o cofre (que rolê, heim?) e restaurar algumas plantas mais importantes do mundo.

2) Arquivo Internacional de LEGO (Dinamarca)

08143640109118
Um abrigo subterrâneo secreto para armazenar peças de LEGO? Sim, isso existe. Ele está localizado em algum lugar na pequena cidade de Billund, onde nasceu essa famosíssima marca de bloquinhos de montar. Embora a existência desse museu não seja um segredo para ninguém, cidadãos comuns não podem entrar lá. Nem mesmo o endereço exato desse cofre é revelado para o público – somente funcionários selecionados pela própria empresa podem entrar lá.

Também conhecido como LEGO Memory Lane (algo como “Pista da Memória LEGO”), o local possui uma cópia de absolutamente todas as peças de LEGO já fabricadas ao longo da história da empresa, englobando desde os primordiais bloquinhos de madeira feitos à mão pelo fundador Ole Kirk Christiansen até os playsets de “Star Wars:

O Despertar da Força” que seus filhos provavelmente quiseram receber de presente no último Natal. Um verdadeiro paraíso para quem é fã e/ou colecionador desses brinquedinhos coloridos.

1) Biblioteca de Pesquisa das Animações da Disney (EUA)

08143731075119

Localizado em algum lugar secreto de Los Angeles (o endereço não é divulgado, tal como o local anterior de nossa lista), a Bibliteca de Pesquisa das Animações da Disney foi construída para guardar documentos e itens de propriedade intelectual dos estúdios do tio Walt. O ambiente é mantido a exatos 15°C e 50% de umidade. Tudo isso para conservar itens extremamente bizarros, como os assustadores protótipos de Mickey Mouse que você vê na imagem abaixo.

Uma das poucas pessoas “comuns” que conseguiu entrar no recinto foi uma youtuber responsável pelo canal DisneyD23. Na ocasião, a moça teve seu celular apreendido na entrada e ficou surpresa ao ver alguns itens incomuns que podem ser encontrados por lá – incluindo uma máscara de gás do rato mais famoso do mundo e uma estatueta de uma cabeça feminina decapitada. Nem sempre o mundo da Disney é fofo como nós estamos acostumados.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 6 lugares superseguros feitos para proteger coisas estúpidas

2 Comentários

  1. kent disse:

    Sr João Marcos, autor do artigo acima, proteger sementes é tão estratégico que o exercito norte americano mantem um banco de sementes desde a segunda guerra mundial, e não tem nada de estúpido, até o Brasil possui um o Cenargem em Brasilia. Sua finalidade vai além de proteger simples sementes para plantio, é para também assegurar a existência da variedade genética dentro de um mesmo tipo de cultura, muito importante para se desenvolver plantas resistentes a pragas e doenças e para futuras pesquisas de biotecnologia, além de protege-las de conflitos geopolíticos e de desastres naturais. Um bom exemplo é Síria que teve o seu banco de sementes destruído pela guerra, parte das sementes depositados por eles em Svalbard irão ser resgatadas para replantio. Sementes únicas próprias para se desenvolverem em solo árido com alto teor de sal.

Deixe o seu comentário