Limão, com ele você não emagrece

1415810369_688772_1415813097_noticia_normal

Publicado no El País

Passamos anos escutando a mesma mensagem: tomar um copo de água quente ou morna, em jejum, com um limão espremido, depura, emagrece, revitaliza. Paulina Rubio e Miranda Ker são algumas das famosas que adotaram esse hábito, que ressurgiu nas últimas semanas como parte de uma dessas modas estético-salutares que com frequência se distanciam da realidade. O doutor Francisco José García Fernández, especialista da Fundação Espanhola do Aparelho Digestivo (FEAD), no Hospital Universitário Virgem do Rocio (Sevilha), explica: “Não está demonstrado que o suco de limão tenha propriedades intrínsecas de emagrecimento, e seu conteúdo em fibra não é maior do que o de muitas outras frutas e hortaliças. Talvez sua eficácia para perder peso esteja condicionada à substituição de um café da manhã típico pelo suco de limão, que tem um baixo teor calórico. Mas não é algo que recomendemos, já que é necessário um desjejum completo e nutritivo para se enfrentar adequadamente o dia”.

“Tomar em jejum água morna com limão é um dos remédios caseiros mais difundidos nas recomendações populares”, afirma García Fernández, que cita alguns dos benefícios que lhes são atribuídos:

Reforço do sistema imunológico.

– Propriedades antibacterianas e antivirais.

– Controle da pressão sanguínea.

– Equilíbrio do pH do corpo.

– Ajuda na redução do peso.

– Ajuda na digestão.

– Limpeza do fígado.

– Efeitos diuréticos.

– Limpeza da pele.

– Hálito com frescor

– Alívio de problemas respiratórios.

– Controle do humor e efeito energizante.

– Ajuda a abandonar o hábito do café.

– Prevenção do câncer do cólon.

– Alívio de náuseas matutinas.

– Propriedades anti-inflamatórias e cicatrizantes.

– Diminuição de cólicas menstruais e enxaquecas.

“Lamentavelmente, temos de observar que quase nenhum desses benefícios tem uma base científica que os comprove. Nascem de sites pseudocientíficos e blogs pessoais francamente surpreendentes”, define o médico.

Para mencionar algum efeito real, o médico Fermín Mearin, diretor do Serviço do Aparelho Digestivo do Centro Médico Teknon, em Barcelona, recorre à prisão de ventre, que pode ser combatida com essa mistura, já que ajuda a fazer o intestino se movimentar. “É o chamado efeito gastrocólico, que consiste em que ao entrar algum alimento ou bebida no estômago, especialmente se estiver quente, o cólon se movimenta e isso favorece a defecação. Mas, ao contrário, se a pessoa sofre de azia, como ocorre no refluxo gastroesofágico, a acidez do limão pode causar irritação”, detalha. Para os demais, essa mistura é levemente vantajosa (“promoção de imunidade e prevenção de infecções”, segundo Mearin), mas decepcionante quanto às superpropriedades esperadas.

Uma alternativa poderosa

Além das declarações das belas famosas da vez, a que se deve o endeusamento dessa curiosa mistura? “Provavelmente se trata de uma confusão com os efeitos que produz a falta de vitamina C, que é o principal composto benéfico que contém o limão. Sua falta no organismo provocava escorbuto, uma doença de graves consequências, mas que já pertence ao passado. Claro que a vitamina C é fundamental para a vida, mas sua necessária ingestão diária é garantida com uma dieta variada que contenha verduras e frutas frescas”, responde Francisco José García Fernández. O médico do aparelho digestivo lembra que o excesso de vitamina C (mais de 2.000 miligramas por dia) pode causar indisposições estomacais e diarreia. Acrescenta que se aceitamos que com esse ritual matutino não vamos perder peso e, ainda assim, ele continua sendo tentador por seu valor nutritivo, existem alternativas mais saudáveis e saborosas, “como tomar todas as manhãs um suco de laranja recém-espremidas”.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Limão, com ele você não emagrece

1 Comentário

Deixe o seu comentário