Florinda Meza revela que “Seu Madruga” tinha problema com drogas

gugu-entrevista-florinza-meza-em-cancun-no-mexico-1457970976574_615x300

Publicado no UOL

Em entrevista ao programa “Gugu”, Florinda Meza, viúva de Roberto Gómez Bolaños, criador da série “Chaves”, falou da relação conturbada que mantinha com os demais integrantes do programa. O apresentador da Record viajou até o México para falar com a atriz que contou, entre outras coisas, que Ramón Valdés, o Seu Madruga, passava por momentos muito difíceis. O ator morreu em 1988, vítima de câncer no pulmão.

“Ele era o único que tinha problemas com drogas”, revelou Florinda, que recebeu Gugu na casa dela, em Cancún. Ela também fala sobre a briga judicial que o casal travava com Maria Antonieta de Las Nieves, a Chiquinha, pelo direito de usar o nome da personagem, e o recente encontro com o Rubén Aguirre, o Professor Girafales.

Florinda também relembrou momentos marcantes ao lado do Bolaños e mostrou, pela primeira vez, o quarto onde o marido morreu. A entrevista vai ao ar nesta quarta-feira (16), a partir das 22h30, na Record.

Gugu já entrevistou Florinda no México em 1988, para o programa “Viva a Noite”, no SBT. Ele também falou com Bolaños e Rubén Aguirre (Professor Girafales). Foi a primeira entrevista do elenco de “Chaves” para uma TV brasileira.

Em fevereiro de 2015, Florinda Meza veio ao Brasil e concedeu sua primeira entrevista após a morte do marido no “Programa do Ratinho”, que concorria contra a estreia de Gugu às quartas na Record.

Bolaños morreu em novembro de 2014 após uma sequência de infartos. Em setembro de 2015, Florinda revelou em entrevista que o humorista sofria de Parkinson. Desde a morte do marido, a atriz tem estado em luto permanente.

Florinda e Bolaños começaram a namorar em 1977, quando ele ainda era casado. O humorista se separou e oficializou a união com a colega de “Chaves” em 2004.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Florinda Meza revela que “Seu Madruga” tinha problema com drogas

1 Comentário

Deixe o seu comentário