Cinco dicas para parar de procrastinar

1422534936_963101_1422535205_noticia_normal

Publicado no El País

A vida digital é uma vida deixada para depois. As tarefas estão ali, ao longe, interrompidas por barreiras e barreiras de distrações, lembretes, atualizações, coisas para responder e começar de novo até o fim dos tempos. E isso, essa história de atrasar as obrigações realizando qualquer tarefa mais fácil, é o que se entende por procrastinar, uma palavra real trazida do inglês que praticamente é hipster e, portanto, muito mais popular do que a mais clássica, vadiar.

Que procrastinar leve você todo dia a ler nossas matérias, adiando seus assuntos de máxima prioridade, para nós é um mal menor. No entanto, se seus deslizes para com a responsabilidade acabam criando um monstro de culpa que diz que já deu, que está na hora de trabalhar, que todo mundo se sente bem quando as coisas são feitas em seu tempo, então é hora de fazer alguma coisa. Assim, aqui vão alguns conselhos para tirar a palavra “procrastinar” de sua vida.

1. Estabeleça prazos

Sim, é muito legal a frase “a única maneira de livrar-se da tentação é ceder a ela”, mas talvez você não tenha o talento de Oscar Wilde. Não é possível permitir-se cair na tentação de adiar esse relatório que revira seu estômago. Divida seu dia de trabalho em diferentes prazos, ou, como chamam os especialistas, cronogramas. Isso vai ajudar a saber o que você precisa fazer das 9h às 10h30, que continua até as duas da tarde e quantos e-mails tem de enviar antes das 17h15. Cumprir essas pequenas expectativas fará você se sentir eficiente, produtivo, capaz. Se esses cronogramas forem extrapolados para sua vida pessoal, para a prateleira que está meio caída e é preciso fixar, para a ida àquela loja que você precisa fazer e para o almoço na sogra, é sinal de que você tem certa capacidade de avançar em seus propósitos. Siga em frente, pois você está se saindo muito bem.

2. Guarde as recompensas para quando tiver realizado suas tarefas

Para realizar seus objetivos, vale estabelecer uma recompensa de curto prazo para quando estiverem satisfeitos. Pense, desde bem cedo pela manhã, o que lhe dará mais prazer ao chegar à noite em casa, cansado, depois de uma dura jornada de admirável produtividade. Se no fim do dia você resolver todos os assuntos pendentes, permita-se esse pequeno desejo implantado em seu ânimo logo cedo: a cerveja a mais que muda a cor do quarto, dois capítulos a mais da série que estiver acompanhando, um jantar especial… Um vício, se parece prêmio, reconforta duas vezes.

3. Pense em provérbios. Vão fazê-lo sentir-se menos culpado (mas não seja irritante a ponto de dizê-los em voz alta).

No mundo todo dar conselhos nos faz muito bem. Nossa memória é habitada por mil e um provérbios, fruto da tradição e desse nosso esporte nacional que é aconselhar e ver os defeitos do outro. Recorra a eles vasculhando a memória ou, se não se lembrar, coloque em sua próxima lista de presentes um pequeno dicionário de provérbios. Ali, você vai encontrar calor e inspiração. Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje / Devagar se vai longe / Moço desprevenido, velho arrependido / Deus ajuda quem cedo madruga. A lista é longa, quase interminável. Se você sozinho não consegue, recorra a centenas de anos de sabedoria popular. Você não é o primeiro a procrastinar.

4. Dê a cada palavra seu significado

O mau uso da semântica é prejudicial à autoridade individual. Cada palavra carrega uma carga própria de conteúdo para que seja respeitada e para que dizê-la continue querendo dizer realmente o que quer dizer. Vamos aos casos práticos: se em todos os seus e-mails você colocar a etiqueta de “urgente” e se precisar para “ontem” de qualquer projeto, nem “urgente” nem “ontem” fazem referência a seu significado. Desse modo, o próximo e-mail de caráter “urgente” que atrair sua atenção na caixa de entrada ou o relatório que tinha de ter sido entregue “ontem” poderão esperar, já que nem tudo pode ser urgente e nada que é verdadeiramente relevante pode ser entregue ontem. Use corretamente o adjetivo e o advérbio que cada prazo, cada projeto e cada objetivo merecem.

5. Faça o favor de esconder o celular

Este é o mais complicado de todos. Faça o favor de esconder o celular em uma caixa-forte e certifique-se de não ter a senha para abri-la. Só assim você será capaz de, toda vez que desbloquear a tela, não ver números palindrômicos, estranhas coincidências ou de recolher o feedback de cada uma das atualizações e grupos do WhatsApp que está seguindo. Só afastando o demônio de você é que conseguirá parar de procrastinar e dar a cada minuto e hora o valor que têm.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Cinco dicas para parar de procrastinar

Deixe o seu comentário