Ateus tendem a ser mais psicopatas – e religiosos menos espertos

Home_CIENCIA_MALUCA_Istock_Montagem

Carol Castro, na Superinteressante

Tudo na vida tem dois lados. E não poderia ser diferente quando o assunto envolve religião e ateísmo – mesmo sob a ótica da ciência.

Uma nova pesquisa americana revelou que ateus tendem a apresentar mais traços de psicopatas do que os religiosos. A falta de crença em um ser maior costuma ser coisa de pessoas mais manipuladoras e menos empáticas – o que não faz deles seres humanos terríveis ou piores que os outros, como a gente já mostrou.

Por outro lado… os religiosos tendem a ser menos inteligentes. Aceitar teorias pouco racionais sobre o mundo pode ser um indicativo disso.

Essas diferenças entre os dois grupos têm a ver com o funcionamento do cérebro. Quando os pesquisadores escanearam voluntários perceberam que o cérebro ativa duas áreas diferentes durante o pensamento – uma envolvida com raciocínio crítico e analítico e outra mais ligada à parte social e emocional. É como se essas duas regiões entrassem numa disputa de espaço e domínio – aí uma delas se sobressai.

Entre ateus, a razão vence a batalha. Eles acabam agindo de um jeito mais egoísta, como fazem os psicopatas. Já o lado emocional e social domina os religiosos – e os transforma em pessoas um pouco mais empáticas.

Não se indignem, não dá para ter tudo nessa vida mesmo.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Ateus tendem a ser mais psicopatas – e religiosos menos espertos

Deixe o seu comentário