Clássico do AC/DC ajuda no tratamento contra o câncer, dizem cientistas

og_image

Publicado no Terra

A bruxa anda solta no AC/DC nos últimos tempos, mas uma inusitada notícia surge como alívio – se não para seus integrantes, pelo menos para quem está passando por tratamento contra o câncer.

Segundo estudo realizado por cientistas da Universidade do Sul da Austrália, a música “Thunderstruck”, do álbum “The Razors Edge” (1990), pode auxiliar os pacientes durante a quimioterapia.

Parece loucura, mas os cientistas garantem as vibrações causadas pelo clássico rock n’ roll geram micropartículas e auxiliam o medicamento a atacar apenas as células doentes, preservando as saudáveis.

O professor Nico Voelcker, coordenador do estudo, afirmou que “Thunderstuck” foi escolhida por sua frequência sonora e batida.

“As micropartículas são porosas, basicamente, eles são como uma esponja. Você pode preenchê-los com uma droga, mas é claro que você quer evitar a droga de escapar, e é por isso que criamos o revestimento. Normalmente, temos que acender um plasma na superfície. O problema com isto é que o revestimento é formado apenas de um lado da partícula, o lado que é exposto. Mas o lado da partícula na superfície, do outro lado, não vai ficar revestido”, diz o estudo.

“É aí que surgiu com a ideia de usar um alto-falante que tocaria no sistema. Ligaríamos o alto-falante com uma música que vibre, fazendo as partículas saltarem para cima e para baixo. As frequências caóticas [da canção] funcionaram bem e deram às partículas um revestimento mais homogêneo.”

Até o momento, a “técnica do AC/DC” foi testada em apenas um medicamento, mas a pesquisa revela que o processo pode desenvolvido também em outras áreas, onde o uso da droga é a parte central do tratamento. A pesquisa pode ser lida aqui [em inglês].

Tratando a banda
A banda mesmo sofreu um baque em 2014, pouco antes de gravar o último disco, “Rock or Bust”, com a saída do guitarrista Malcolm Young para tratar de uma demência. Ele está internado em uma casa de repouso em Sydney, na Austrália.

Pouco tempo depois foi a vez do baterista Phil Rudd, detido em novembro passado, acusado de encomendar assassinato e posse de drogas, de acordo com relatos da imprensa da Nova Zelândia.

Após tantas reviravoltas, o AC/DC continua o futuro indefinido. Após o vocalista Brian Johnson deixar a atual turnê, com o risco de perder a audição, a banda aguarda a definição de quem poderia substitui-lo e quando.

Axl Rose, que está às voltas de uma própria turnê com a formação mais famosa do Guns N’ Roses, chegou a ser visto saindo do mesmo estúdio que o AC/DC em Atlanta, e é cotado a assumir o microfone nas apresentações nos Estados Unidos.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Clássico do AC/DC ajuda no tratamento contra o câncer, dizem cientistas

Deixe o seu comentário