15 fatos sobre sonhos lúcidos que vão te fazer questionar a realidade

sonho-lucido

Publicado no Hypescience

15. O sonho lúcido começa como qualquer outro

Os sonhos são as manifestações visuais de informações e memórias que já estavam circulando em nossa mente. Por isso as imagens deles costumam ser familiares, seja com pessoas, lugares ou situações.

Muitas vezes o sonho se passa em um local desconhecido e com pessoas estranhas, mas o médico Michael Breus, da Academia Americana da Medicina do Sono, explica que tudo o que vimos em sonhos é uma mistura de coisas que já vimos antes.

Já a médica Susana Martinez-Conde, professora da Universidade do Estado de Nova York, diz que sonhos usam os mesmos mecanismos neurais que usamos quando precisamos imaginar o futuro. A diferença é que nos sonhos acreditamos que o que estamos vendo é a realidade. “Sonhos são ilusões – nós estamos vendo uma realidade que não existe, mas não sabemos a diferença entre ele e a realidade real”, diz ela.

14. Quando um sonho lúcido começa, você percebe que aquele mundo não é real

O sonho lúcido foi descrito pela primeira vez em 1913 por um psiquiatra holandês chamado Frederick Van Eeden. Ele descreveu um tipo de sonho em que podia agir voluntariamente, mas estava em um sono tão profundo que estímulos externos não conseguiam influenciar seu sonho.
Essa é a diferença entre um sonho lúcido e uma alucinação: seu corpo físico continua em sono profundo e não consegue sentir nada do que você faz.

13. Estímulos externos não fazem a pessoa tomar as rédeas do sonho

Estudos mostram que as ondas cerebrais de pessoas com ou sem controle dos sonhos é muito semelhante, aponta Breus. Assim, é difícil determinar quais mecanismos específicos ou partes do cérebro estão envolvidas nos sonhos lúcidos.
Outra dificuldade desses estudos é que não há provas de que a pessoa realmente teve controle sobre os sonhos. Os pesquisadores só podem levar em consideração o que as pessoas descrevem depois que acordam.
“Estudos não mostram um aumento significante nos batimentos cardíacos ou na respiração para demonstrar uma mudança no corpo durante os sonhos lúcidos”, diz ele. Mas especialistas concordam que seja lá o que faça a pessoa ficar lúcida, definitivamente está dentro de sua cabeça. Isso quer dizer que não há estímulo externo que cause esse resultado.

Alguns estudos sugerem que o sonho lúcido aconteça por excesso de atividade no córtex central durante o sono, mas isso ainda não foi comprovado.

12. Sonhos lúcidos provavelmente acontecem no sono REM

A maioria dos nossos sonhos, lúcidos ou comuns, acontece no estágio do sono chamado “rapid eye movement” (REM), quando o cérebro fica mais ativo e processa as memórias recentes.
Durante essa fase, os músculos ficam “paralisados”, mas os olhos se movem rapidamente enquanto respondem às imagens dos nossos sonhos. Essa paralisação é um mecanismo de defesa do corpo para que você não saia correndo enquanto dorme.

Martinez-Conde explica que pesquisadores tentaram observar o sonho lúcido ao medir o ritmo dos movimentos dos olhos e procurar por padrões nos sonhadores lúcidos. Porém, ainda não há nenhum resultado sólido relacionado a esse tipo de pesquisa.

11. Sonho lúcido não é o mesmo que pesadelo

Se você está prestes a ser assassinado em um pesadelo e acorda um segundo antes de levar um tiro, isso não quer dizer que você conseguiu controlar seu sonho, mas que meramente foi acordado pelo estresse trazido pelo sonho. O aumento nos batimentos cardíacos e da respiração geram um desconforto que acabam acordando a pessoa.
O pesadelo é na verdade o oposto de um sonho lúcido. “O que faz de um pesadelo uma coisa tão ruim é que você está em uma situação sem controle”, diz Breus.
O que torna possível que o sonhador lúcido continue adormecido em seu sonho controlado é justamente o seu estado de relaxamento.

10. 51% da população já teve essa experiência

De acordo com um estudo alemão, 51% dos participantes relataram já ter passado por essa experiência pelo menos uma vez.
O sonho lúcido pode acontecer em qualquer fase da vida da pessoa, explica Breus, mas assim como outros fenômenos do sono, a maioria começa na infância ou adolescência. Os estudos, porém, são mais eficientes em adultos, já que uma criança pode ter dificuldade em expressar o que aconteceu ou ainda não consiga diferenciar esse tipo de sonho do comum.

9. Os introspectivos têm mais controle

“Estudos mostram que pessoas que são mais introspectivas ou que são mais pensativas podem ter mais sonhos lúcidos”, diz Martinez-Conde. Há alguns resultados de estudos que mostram que quem consegue controlar o sonho tende a ter maior habilidade cognitiva.
“Ressonâncias magnéticas de cérebros de quem consegue controlar os sonhos com frequência mostram que seu cérebro tem mais massa cinzenta”, aponta Breus. Essa parte do cérebro lida com o pensamento consciente, memória, decisão e autocontrole.
“Há também um aumento de sonhos lúcidos em pessoas com narcolepsia, mas não sabemos por que isso acontece”, relata Breus.

8. Essa pode ser uma habilidade inata, como conseguir enrolar a língua

Os dois especialistas concordam que conseguir controlar o sonho é provavelmente uma habilidade que as pessoas ou têm ou não têm. “Ter sonhos lúcidos não é necessariamente uma vantagem – é só uma coisa peculiar que você tem ou não tem”, defende Breus.

7. Quem tem, consegue melhorar essa habilidade com a prática

“Sonhadores lúcidos conseguem melhorar sua habilidade para encontrar uma solução criativa para alguns problemas em seus sonhos”, diz Breus.
As técnicas variam, mas a maioria dessas técnicas envolvem a intenção de ter esse tipo de sonho, seja falando sobre isso com os outros, escrevendo sobre isso, ou fazendo exercícios mentais antes de dormir.

6. Se você ainda não teve um, não significa que nunca terá

É possível que você esteja entre as pessoas com essa habilidade que ainda não tiveram a experiência. Algumas técnicas induzem esse controle.
Breus explica que uma delas é “testar a realidade”. Você pode fazer isso ao desenhar um “x” na sua mão e criar o hábito de olhar para esse desenho várias vezes por dia, por uma ou duas semanas. Depois de se acostumar a fazer isso, pode ser que enquanto esteja dormindo lembre-se de olhar para a sua mão, e o “x” provavelmente não estará lá. É aí que a diversão começa, e você pode passar a controlar o sonho.

5. O grau de controle e percepção em um sonho varia

Mesmo sonhadores lúcidos experientes não têm controle total sobre os sonhos. Eles conseguem controlar algumas coisas, mas não tudo. “Há uma enorme variação sobre a frequência desse tipo de sonho e o nível de controle do sonho”, afirma Martinez-Conde.
“Algumas vezes, quando você finalmente consegue começar a controlar o sonho, já passou tanto tempo que você acaba acordando, mas em outras você tem um controle mais sofisticado e consegue voar ou qualquer outra coisa”, diz ela.

4. Sonhos lúcidos não influenciam sua vida acordado

“Você não deve ficar muito atraído pela ideia de que pode colher benefícios dos sonhos lúcidos e acreditar que pode aprender algo como um esporte sem praticar na vida real”, alerta Martinez-Conde.
Da mesma forma, não adianta querer reviver situações do passado para tentar influenciar o futuro. “Algumas pessoas têm muito medo de sonhos lúcidos porque acreditam que vão ficar presos no sonho ou que se morrerem no sonho podem morrer na vida real”, diz Breus. Esse sonho não tem nenhum poder mágico quando comparado ao sonho comum.

3. Temas mais comuns são: grandes aventuras e sexo

De que outra forma você poderia ter sexo com aquela celebridade maravilhosa? A maioria das pessoas com essa habilidade conta que tenta conduzir o sonho para uma dessas duas situações – ou as duas ao mesmo tempo.

2. Você pode nunca conseguir controlar seu sonho

Não fique frustrado se nunca conseguir passar por isso. “Pode ser normal ter sonhos lúcidos o tempo todo, mas também pode ser normal nunca tê-los”, diz Breus, tranquilizando a todos.

1. A única vantagem do sonho lúcido é se divertir enquanto dorme

Martinez-Conde diz que eles podem ser uma parte divertida da vida de uma pessoa, mas não é necessário tirar 100% de proveito de todos os momentos da vida – seja dormindo ou acordado. Portanto, permita-se relaxar e descansar enquanto dorme, sem pressão nenhuma. [Buzzfeed]

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 15 fatos sobre sonhos lúcidos que vão te fazer questionar a realidade

Deixe o seu comentário