Fumante tem mais dificuldade para conseguir emprego, diz estudo

cigarette-110849_1280

Publicado no Catraca Livre

Uma pesquisa britânica sugere que fumantes que perdem seus empregos passam mais tempo sem trabalho do que pessoas que não fumam.

De acordo com o estudo da Universidade Stanford, nos EUA, os desempregados não fumantes têm 30% mais chances de conseguir um emprego antes de um ano procurando ocupação. Além disso, aqueles que não fumam ganham em média US$5 (cerca de R$ 16,50) por hora a mais do que os adeptos do cigarro.

A pesquisa envolveu 151 pessoas –131 fumantes desempregados e 120 não fumantes, também sem emprego e com históricos parecidos de escolaridade, faixa etária e condição social. Mais da metade dos participantes estava desempregada há mais de seis meses. E 60% deles estavam sem trabalho porque seus contratos haviam terminado ou porque foram demitidos.

Após 12 meses, os pesquisadores buscaram novamente informações sobre os participantes e foi quando perceberam a discrepância numérica entre os fumantes ainda desempregados e os não-fumantes que ainda estavam procurando trabalho.

Não se sabe, porém, de que forma o cigarro contribui para essa dificuldade de conseguir um novo emprego. Estudos anteriores mostraram que, entre as pessoas em busca de emprego na Califórnia, a porcentagem de fumantes é maior do que entre as pessoas com trabalho.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Fumante tem mais dificuldade para conseguir emprego, diz estudo

1 Comentário

Deixe o seu comentário