Confira as novidades incríveis para junho na Netflix

Piper , protagonista  de “Orange Is The New Black”, entra em rota de colisão com as outras detentas na quarta temporada, que começa no dia 17. | JoJo Whilden/Netflix

publicado no Caderno G

A aguardadíssima quarta temporada de “Orange is the New Black”, a estreia de “River”, elogiadíssimo seriado da BBC e as terceiras temporadas de “Under the Dome”, que foi cancelada no ano passado, e “Bates Motel” são os grandes destaques deste mês no serviço de streaming.

Nos filmes, os brasileiros ganham espaço: entram “Branco Sai, Preto Fica”, ganhador do último Festival de Cinema de Brasília e “Mundo Cão”, segundo filme do diretor curitibano Marcos Jorge. Os documentários brasileiros em destaque são “O Começo da Vida” e “Ilegal”.

Séries

Dia 10/6

“River”, temporada 1

Drama produzido pela BBC que tem Stellan Skarsgard no papel de policial que interage com os mortos dos casos que investiga.

Por que assistir: A química de Skarsgard com Nicola Walker, que faz a parceira que o ajuda mesmo após morrer, é um dos pontos mais elogiados pela crítica.

Por que não assistir: Se você está cansado de tramas policialescas. Ou fica bravo com séries de apenas seis episódios (ou seja, a maioria das britânicas).

Dia 13/6

“Under the Dome”, temporada 3

Encerramento da série baseada no livro homônimo de Stephen King. A produção, cancelada no ano passado, fala sobre Chester’s Mill, uma cidade que é coberta por um campo de força e, assim, fica isolada do restante do mundo.

Por que assistir: Vai aguentar ficar sem saber sobre o que, afinal, acontece com a redoma?

Por que não assistir: Se você não prestou lá muita atenção às duas primeiras temporadas, é bom revisá-las antes para evitar a irritação com uma temporada um tanto embolada.

Dia 15/6

“Bates Motel”, temporada 3

A série imagina como teria sido a adolescência de Norman Bates, protagonista de “Psicose”, clássico de Alfred Hitchcock. A terceira temporada mostra o agravamento do estado mental de Norman Bates.

Por que assistir: Freddie Highmore (Norman) e Vera Farmiga (Norma), batem um bolão na relação doentia entre mãe e filho.

Por que não assistir: Se você não quer se ligar em mais uma teia intrincada de tensão.

Dia 17/6

“Orange is the New Black”, temporada 4

A quarta temporada da saga de Piper Chapman (Taylor Schilling) na prisão de segurança mínima mostra os conflitos com a chegada de novas presidiárias e a consequente superlotação.

Por que assistir: Apesar de menos tensa, a terceira temporada terminou com muitas interrogações. O que terá acontecido com Alex (Laura Prepon)? Piper vai mesmo engrossar com as colegas e receber retaliação? Crazy Eyes (Uzo Aduba) encontrou o amor?

Por que não assistir: Se você passou mal de nervoso na primeira e na segunda temporadas. A criadora Jenji Kohan acrescenta mais personagens, mais drama e mais conflitos.

Filmes

Dia 1/6

“Branco Sai, Preto Fica”

O filme de Adirley Queirós usa ficção para tentar preencher as lacunas de uma noite real que deixou dois homens marcados para sempre num baile de Brasília em 1986: um ficou paraplégico, o outro perdeu uma perna. O título se refere à frase que a polícia usava nas ‘batidas’.

Por que assistir: O longa levou os prêmios de Melhor Filme, Ator (Marquim do Tropa) e Direção de Arte no Festival de Brasília e Melhor Filme no Festival Mar Del Plata.

Por que não assistir: Se você anda sensível demais para temas como a pretensa democracia racial no Brasil.

“JFK – A Pergunta que Não Quer Calar”

Filme de Oliver Stone, lançado em 1991, que tenta unir várias teorias conspiratórias para explicar o assassinato de John F. Kennedy, em 1963. Kevin Costner interpreta um promotor que não acredita que Lee Harvey Oswald (Gary Oldman) tenha sido o único responsável pelo atentado.

Por que assistir: Não é dos filmes que costumam entrar no cardápio da TV paga.

Por que não assistir: Se você anda farto de tramas políticas reais e ficcionais.

“Magia ao Luar”

Woody Allen retorna ao filme de época nesse longa de 2014 ambientado na França dos anos 1920. O mágico Stanley (Colin Firth) é convocado para desmascarar a jovem americana Sophie (Emma Stone), que tem feito sucesso graças à fama de vidente.

Por que assistir: Se estiver com vontade de assistir a uma comédia romântica com grife.

Por que não assistir: Se implicar com a musa mais recente de Allen, Emma Stone (ela também está em “O Homem Irracional”, filme de 2015 e outra estreia da Netflix neste mês).

“Ninfomaníaca” (volumes I e II)

Lançado em duas partes, foi o mais recente projeto do dinamarquês Lars Von Trier e ganhou a pecha indesejada de ‘pornô soft’. Conta a história de Joe (Charlotte Gainsbourg na idade adulta, Stacy Martin quando jovem), uma mulher viciada em sexo. O primeiro filme é envolto pela narrativa da personagem a Seligman (Stellan Skarzgard), um homem que a acolhe após um espancamento e prepara terreno para as questões do segundo volume, em que os dois personagens apresentam suas diferentes visões.

Por que assistir: Outro inédito de Von Trier deve demorar. “The House That Jack Built”, próximo trabalho, ainda está em pré-produção e previsto para 2018.

Por que não assistir: Se estiver com crianças na sala.

“Wall Street – O Dinheiro Nunca Dorme”

Outro filme de Oliver Stone, é a continuação do longa de 1987. Traz Michael Douglas de volta ao papel de Gordon Gekko. Agora ele tenta se aproxima da filha, Winnie (Carey Mulligan), com a ajuda de seu namorado, Jacob (Shia LaBeouf), que por sua vez quer usar a expertise do sogro para se vingar de um desafeto.

Por que assistir: Se você assistiu ao primeiro filme e ficou curioso sobre o destino de toda aquela falcatrua.

Por que não assistir: Para quem não assistiu ao primeiro filme talvez seja difícil

17/6

“Mundo Cão”

Do diretor curitibano Marcos Jorge, o filme fala do embate entre Santana, um funcionário do Centro de Controle de Zoonoses de São Paulo (Babu Santana) e do bandido Nenê (Lázaro Ramos) , o dono de um cão que foi sacrificado. Segue então um plano de vingança, que envolve o sequestro do filho do funcionário

Por que assistir: Marcos Jorge tem excelente precedente, já que estreou no cinema com “Estômago”, um dos grandes filmes de 2008.

Por que não assistir: Adriana Esteves interpreta a mulher de Santana e passa longe da vilania. Para quem ainda não se desvencilhou da imagem de Carminha, de “Avenida Brasil”, pode ser difícil ver a loura sofrendo.

27/6

“Anjos da Lei II”

A piada era colocar Jonah Hill e Channing Tatum, dupla cômica de boa química, numa trama que adapta a série que bombou nos anos 1980 e lançou Johnny Depp. Agora, os policiais infiltrados Schmidt (Hill) e Jenko (Tatum) vão em missão na universidade.

Por que assistir: Os atores principais seguram bem as cenas de comédia e ação e mantêm o ritmo do primeiro.

Por que não assistir: Brie Larson, que ganhou o Oscar de melhor atriz em 2016 por “O
Quarto de Jack”, não repetiu o papel neste filme.

Documentários

1/6

“Can’t Stand Losing You: Sobrevivendo ao The Police”

O filme conta a trajetória da banda sob o ponto de vista do guitarrista Andy Summers.

Por que assistir: O The Police foi uma das bandas mais emblemáticas dos anos 1980.

Por que não assistir: Summers pode ser um tanto amargo em relação aos ex-companheiros Sting e Stewart Copeland.

“O Começo da Vida”

O documentário da brasileira Estela Renner fala sobre o desenvolvimento cognitivo, social e emocional da primeira infância.

Por que assistir: Foi rodado na Argentina, Canadá, China, Estados Unidos, França, Itália e Quênia.

Por que não assistir: Desista apenas se não for fã do gênero documental.

“Ilegal”

O filme fala sobre as tentativas de regulamentação da maconha medicinal no Brasil. Tarso de Araújo, um dos diretores, é autor da reportagem sobre o tema que deu origem ao filme.

Por que assistir: O filme parte do ponto de vista de mães que defendem a legalização de medicamentos feitos a partir da erva.

Por que não assistir: Apenas se não quiser se informar antes de discutir sobre um tema bastante importante na sociedade atual.

Para as crianças

8/6

“Norm e os Invencíveis”

Conta a história do urso polar que não foi talhado para realidade selvagem, mas consegue se comunicar com humanos.

Por que assistir: Norm lembra heróis de filmes como “A Era do Gelo” e “Madagascar”.

Por que não assistir: Não é muito original.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Confira as novidades incríveis para junho na Netflix

Deixe o seu comentário