10 dicas de séries “perdidas” na Netflix

publicado na Exame

A Netflix é cada vez mais reconhecida pelo público por suas produções próprias. Eu mesma me tornei assinante para ter acesso a seu conteúdo exclusivo, como Daredevil, Jessica Jones,Sense 8, House of Cards e tantas outras (Hemlock Grove ainda está na lista).

Mas uma vez que você está lá dentro, e começa a “explorar”, acaba descobrindo outras, que não foram exibidas pelos canais de TV por assinatura. Ou sem foram, acabaram passando em branco, quase como um “lançamento secreto”.

size_810_16_9_luther-idris-elba

Então, aqui vão algumas dicas desses tesouros a serem descobertos, e que podem surpreender. Minhas 10 dicas “perdidas” são:

1- Bitten
Um produção do canal SyFy, que teve três temporadas, narrando a história de Elena (Laura Vandervoort, a Supergirl de Smallville), que achou que ao se mudar de sua cidade, Stonehaven, havia deixado o sobrenatural pra trás.

Até que uma noite ela recebe um telefonema do líder de sua matilha (isso mesmo!) para voltar. Porque Elena é a última representante feminina dos lobisomens (em português soa tão estranho!).

E agora vai deixar que deixar sua vida tranquila de fotógrafa para voltar a um mundo que ela queria esquecer, o que inclui principalmente um certo homem- lobo. Pode ser bobinha, mas é tão divertida!

2 – Wolf Hall
Essa é uma daquelas produções superpremiadas com temas históricos. Levou o Globo de Ouro e o BAFTA de melhor série dramática. É estrelada por Mark Rylance (que tirou o Oscar de Stallone este ano) como Thomas Cromwell, um personagem famoso da história da Inglaterra.

Após a queda de um importante cardeal, seu secretário, Cromwell, acaba ficando exposto à intriga que predomina na corte de Henrique VIII (ninguém menos que Damian Lewis , de Homeland), de quem acaba virando conselheiro.

3 – Luther
Quem não é fã de carteirinha de Idris Elba? Ele é ótimo, e faz esta série para a BBC sobre um detetive de homicídios genial, cuja mente brilhante nem sempre o salva do perigo de suas paixões perigosas.

A série já teve quatro temporadas (a Netflix tem três disponíveis). Idris já levou o Globo de Ouro e o SAG de melhor ator pela série, que ainda tem no elenco também Ruth Wilson, de The Affair (essa infelizmente ainda não disponível).

4 – Top of the Lake
É bom conhecer a primeira temporada dessa série premiada, porque a segunda já começou a ser produzida.

Uma criação da incrível diretora Jane Campion, conta uma envolvente história de uma detetive (Elizabeth Moss, premiada com o Globo de Ouro), que investiga o desaparecimento de uma menina nas montanhas geladas da Nova Zelândia.

5 – Camelot
Mais uma que na verdade é uma minissérie, estrelada pela maravilhosa Eva Green como Morgana, que depois da morte do rei, seu pai, apronta várias para impedir que seu meio-irmão Arthur (Jamie Campbell-Bower) assuma o trono.

O elenco ainda tem Joseph Fiennes como o mago Merlin, bem mais novo do que a gente conhece das histórias da Disney. Tem 10 episódios.

6 – Reign
A Netflix tem duas temporadas da série de sucesso (a quarta será lançada nos Estados Unidos ano que vem) em sua programação. Também fala das intrigas que rodeavam os nobres britânicos (eles sempre tiveram esse histórico) na França quando Mary, a rainha da Escócia, chegou lá com 15 anos.

Com uma personagem principal dessa idade, a série tem um apelo jovem mesmo falando sobre história britânica.

7 – Z Nation
Para quem gosta de zumbis, vale conhecer essa produção do SyFy (mas sem comparação com The Walking Dead, ok?).

Três anos depois que o apocalipse zumbi devastou os Estados Unidos, um grupo de heróis tem que levar o único sobrevivente conhecido de Nova York para a Califórnia, onde o último laboratório em funcionamento espera para fazer um antídoto.

8 – The Magnificent Seven
Agora que o novo filme com Denzel Washington vai chegar aos cinemas, é bom conhecer a série sobre o mesmo tema que foi produzida no final dos anos 90 com Michael Biehn no papel principal.

Quando uma vila de índios é ameaçada, seus habitantes vão atrás de sete homens capazes de defendê-los, cada um com um talento especial. A Netflix também tem o filme original, com Yul Brinner, que inspirou a série. Vale conhecer também!

9 – The Musketeers
Para quem gosta da história dos três mosqueteiros, a série apresenta uma visão mais moderna, mostrando-os como soldados cuja missão é proteger o rei.

Tem até uma participação de Peter Capaldi antes dele ser o Doctor Who. As três temporadas produzidas estão na Netflix.

10 – Being Human
Outra série da BBC, que depois teve uma versão americana. A inglesa é melhor, sobre como um lobisomem, um vampiro e uma fantasma tentam viver juntos num apartamento nos dias de hoje.

A série teve cinco temporadas, com menos de 10 episódios cada. Todas estão disponíveis.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 10 dicas de séries “perdidas” na Netflix

Deixe o seu comentário