7 alimentos que matam mas todo mundo tem em casa

publicado no R7

Todo mundo sabe que, segundo a medicina, existe uma lista de “alimentos vilões” que podem causar uma série de complicações ao nosso organismo em longo prazo, como açúcar refinado, gordura, farinhas brancas e sal. Alguns deles são tão perigosos que podem causar depressão, enquanto outros são ainda piores e são considerados alimentos que matam, embora pouca gente tenha consciência disso.

O pior de tudo, a respeito desses alimentos que podem ser fatais, é que se tratam de ingredientes ou petiscos comuns na cozinha de todo mundo. Ou você vai dizer que nunca teve um pote de mel guardado no armário da cozinha?

O quê? Ficou assustado? Espere então até saber que um dos alimentos que matam e que todo mundo tem na geladeira é a mandioca, daquela que não pode faltar em nenhum churrasco, sabe?

E a lista dos alimentos que matam não para por aí. Muitos outros alimentos gostosinhos do nosso dia-a-dia estão nessa seleção e, por mais que a gente não entenda o porquê, existe uma questão de vida ou morte que justifica a recomendação médica de os consumir com moderação.

7-5

Confira 7 alimentos que matam mas todo mundo tem em casa:

1. Mel
Ele é docinho e parece inocente, mas sabia que ele é um dos alimentos que matam envenenados? Conforme especialistas, o mel não pasteurizados contém andromedotoxina, uma toxina que pode causar problemas cardíacos ou respiratórios, especialmente em que tem alergia ao alimento.

2. Castanha de caju
Outro dos alimentos que matam, mas todo mundo adora comer sãos as castanhas de caju. Você já viu aqui, no Segredos do Mundo, que as castanhas podem ser extremamente perigosas se não forem manuseadas de forma correta, na hora da torra.

Isso porque elas precisam ser tratadas com vapor para remover o urushiol. Essa toxina, se entre em contato com a pele, pode desencadear dermatite e até mesmo uma grave ou fatal reação alérgica, caso seja ingerida.

3. Mandioca
Outro dos vilões que estão em nossa cozinha são as brasileiríssimas mandiocas, como você já viu aqui, nessa outra matéria. Mas, se você perdeu a explicação, a gente explica de novo: raízes das mandiocas, assim como suas folhas, contêm altas concentrações de linamarina, um glucídio que, dentro do nosso organismo, pode se transformar em cianeto de hidrogênio. Logo, é uma péssima ideia comer mandioca crua.

4. Atum
Apesar de ser uma das carnes de peixe mais valorizadas do mundo, o atum tem uma concentração considerável de mercúrio. Caso seus rins falhem e seu corpo não processe devidamente esta substância, suas funções cerebrais podem ser comprometidas. Enjoos, desmaios e falta de coordenação são alguns sintomas da intoxicação.

5. Amêndoas
Lembra do tal cianeto de hidrogênio? Pois é, ele está muito presente nas amêndoas também. Aliás, apenas sete ou oito amêndoas, consumidas de uma só vez, podem gerar problemas fisiológicos em um adulto. Para crianças, essa quantidade pode ser fatal.

6. Noz moscada
Sabe aquela pequena nós que ralamos para fazer chás ou para servir de tempero? Ela é um belo exemplo entre os alimentos que matam e as pessoas não têm a menor consciência disso. O que salva é que a noz moscada tem um sabor muito forte e as pessoas a consomem em pequenas porções.

De acordo com especialistas, dependendo da quantidade ingerida, ela pode causar convulsões e paranoia, se não coisas mais sérias. Tudo isso graças a miristicina, que atua de forma parecida com o ácido lisérgico (LSD).

7. Cerejas
Ou melhor, as sementes delas. Isso porque elas também contém cianeto de hidrogênio, que, como já vimos, pode matar um homem adulto em minutos, mesmo em pequenas quantidades. Aliás, uma curiosidade sobre essa substância é que ela foi bastante usada pelos nazistas nos campos de concentração.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 7 alimentos que matam mas todo mundo tem em casa

Deixe o seu comentário