O que leva atletas ao alto desempenho também pode levar você

Michael Phelps: visualização de diferentes cenários antes de cair na água  (foto: Adam Pretty/Getty Images)

Michael Phelps: visualização de diferentes cenários antes de cair na água (foto: Adam Pretty/Getty Images)

Camila Pati, na Exame

Ao sucesso não se chega por meio de atalhos e qualquer prova da Olimpíada corrobora essa tese. O esporte, aliás, é um grande professor neste quesito.

“Treinar, superar limites, competir, aprender com as vitórias e derrotas faz parte do dia a dia de um campeão”, diz o coach André Franco. As atitudes que levam um atleta ao pódio levam um profissional ao topo de qualquer carreira. Confira quais são elas, segundo coaches e especialistas:

1. Sonho

“Todo atleta tem ao menos um grande sonho. A partir disso, uma história de realizações e conquistas é construída”, diz Franco.

Qualquer semelhança com o destaque no mundo dos negócios não é mera coincidência. O livro Sonho Grande, que apresenta a trajetória de Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira, ilustra bem o papel do propósito no sucesso.

Vencedores não deixam que limites de seus recursos deem o contorno de seus sonhos, segundo o especialista. “Quando sonham não pensam em suas limitações financeiras, culturais ou habilidades disponíveis no momento”, diz.

Se Flávio Augusto da Silva, fundador da Wise Up! tivesse se deixado abater pelos seus problemas, no início de carreira, certamente não estaria hoje entre os bilionários.

Você precisa saber qual é a sua meta para focar e investir todos os esforços em busca da sua realização”, diz Janaina Manfredini, coach da Effecta Coaching.

2. Estratégia

“Uma série de fatores pesam para uma vitória”, diz o médico, escritor e palestrante Roberto Shinyashiki. E esses aspectos são levados em conta na hora de desenhar a estratégia, ou seja, o planejamento para atingir os objetivos de carreira.

Para um atleta é preciso determinar as competições em que se inscrever e a rotina de treinamentos, entre outros aspectos, que funcionarão como seu plano de carreira.

“Na vida gastamos muito tempo, energia e dinheiro em atividades que geram pouco ou nenhum resultado que seja relevante para atingir nossos sonhos”, diz Franco. Pessoas de sucesso se concentram em atividades que estão alinhadas aos seus objetivos finais, segundo o coach.

Ele indica aos profissionais que anotem as etapas realizadas no início, meio e fim do objetivo. Determinar como, por quem e quando cada tarefa será realizada e prestar atenção em tudo que evidencie que o rumo tomado é o certo também são algumas dicas de André Franco.

3. Competência

Reconhecer o impacto no desempenho da carência ou do déficit de uma habilidade é próprio dos atletas vencedores. “O atleta vencedor sabe que dom e talento não são suficientes para garantir as vitórias, e que é necessário treinar muito para desenvolver suas competências e obter cada conquista”, diz Franco.

A competência da ginasta Simone Biles, medalhista de ouro no individual geral da Olímpiada, é um dos aspectos que mais chamam a atenção nas suas apresentações. Sua técnica considerada perfeita para aceleração, salto e aterrissagem são parte do show que ela deu ao disputar a final da competição.

Quais as habilidades necessárias para que você atinja seu objetivo profissional? Quais sacrifícios está disposto a fazer para chegar lá?

4. Ação

“De nada adianta termos grandes sonhos, uma excelente estratégia e competência necessária se não colocarmos em prática nossas ideias”, diz Franco.

Os vencedores, diz ele, treinam como se estivessem competindo e mantêm uma consistência impressionante para conseguir aquilo que planejaram. As palavras chaves são disciplina e consistência.

“Em muitos esportes de alto rendimento, os índices de aproveitamento nas jogadas determinam o resultado e vence o indivíduo ou equipe que errar menos frente às oportunidades”, diz Franco. Muitas vezes são detalhes que separam a vitória da derrota.

O importante, segundo o especialista, é pensar em ganhos e benefícios de realizar o objetivo e avaliar as perdas possíveis ao não entrar em ação. Aprender com os resultados já obtidos e buscar melhoria contínua vão garantir cada vez mais ações eficazes.

5. Emoção

Preparação emocional é tão importante quanto a técnica para atletas e demais profissionais. “Assumir riscos, lidar com o medo, pressões e manter o controle de suas ações é o grande desafio dos campeões”, diz Franco. E de qualquer pessoa.

Gerir as emoções é uma habilidade que a cada dia ganha mais importância no trabalho. Para chefes é ainda mais crítica para o bom desempenho. Por quê? Porque que a influência na tomada de decisão é grande, perder a cabeça é fatal para estratégia.

Visualizar e se preparar para diferentes cenários, tanto positivos quanto negativos, ajuda ninguém menos do que o maior campeão de todos os tempos da natação. Antes de competir, Michael Phelps já tem vários planos de ação definidos na sua cabeça e os coloca em ação à medida que as coisas vão acontecendo.

Aprender com erros e fracassos também é um aspecto essencial, segundo atletas e executivos de sucesso. São essas experiências que proporcionam os ajustes de rota necessários para atingir o objetivo definido.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for O que leva atletas ao alto desempenho também pode levar você

Deixe o seu comentário