‘Os 100 melhores filmes do século 21’

_90893335_thinkstockphotos-487619254

Publicado na BBC

A suposta “morte do cinema” é debatida em cursos universitários em todo o mundo. Críticos lamentam que os “filmes menores” deram lugar aos arrasa-quarteirões de super-heróis.
Analistas de bilheterias veem sinais de uma indústria em crise. Executivos de estúdios temem que os filmes escolhidos sob demanda arruinem pelo público o hábito de ir ao cinema de uma forma que a TV aberta ou a TV a cabo jamais foram capazes.

E o que podemos chamar hoje de um novo clássico? Quais filmes poderão se juntar ao rol de títulos como de Rastros de Ódio (John Ford, 1956), O Poderoso Chefão (Francis Ford Coppola, 1972), A Regra do Jogo (Jean Renoir, 1939), Os Sete Samurais (Akira Kurosawa, 1954) e Cidadão Kane (Orson Welles, 1941)?
Mas se você não consegue identificar obras-primas sob os destroços deixados pelos “blockbusters”, talvez você não esteja procurando direito.

Hoje, a indústria de cinema, com filmes de orçamentos altíssimos ou bem pequenos, em película ou vídeo, vive a mesma efervecência artística de sempre. Mas, atualmente, você encontrará uma maior diversidade entres os filmes produzidos.

Por isso, os editores do BBC Culture decidiram pedir a um grupo de críticos que selecionassem os cem melhores filmes do século 21 – até agora.

O objetivo era provar que, neste século, há filmes que resistirão ao tempo e permanecerão em nossas mentes se dermos uma chance a eles.

Para a lista, foram consultados 177 críticos de todos os continentes, com exceção da Antártida. Alguns trabalham avaliando filmes em jornais e revistas, outros, só para sites. Acadêmicos e curadores estão bem representados também.

Foi acordado que o período analisado deveria incluir o ano 2000, apesar de ser reconhecido não existir um “ano zero” e que 2001 deu início oficialmente ao século 21. Não só celebramos a virada do milênio do dia 31 de dezembro de 1999 como o ano 2000 foi um marco no cinema e, em especial, por excelentes títulos lançados na Ásia.
Os novos clássicos presentes na lista estão destinados a se tornarem clássicos antigos. Para isso acontecer ou não, depende somente de você, espectador. Mas uma coisa é certa: o cinema não está morrendo. Está evoluindo.

Eis a lista, segundo a opinião dos críticos consultados pela BBC:

100. Toni Erdmann (Maren Ade, 2016)
100. Réquiem Para um Sonho (Darren Aronofsky, 2000)
100. Carlos, o Chacal (Olivier Assayas, 2010)
99. Os Catadores e Eu (Agnès Varda, 2000)
98. Dez (Abbas Kiarostami, 2002)
97. Minha Terra África (Claire Denis, 2009)
96. Procurando Nemo (Andrew Stanton, 2003)
95. Moonrise Kingdom (Wes Anderson, 2012)
94. Deixa Ela Entrar (Tomas Alfredson, 2008)
93. Ratatouille (Brad Bird, 2007)
92. O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford (Andrew Dominik, 2007)
91. O Segredo dos Seus Olhos (Juan José Campanella, 2009)
90. O Pianista (Roman Polanski, 2002)
89. A Mulher Sem Cabeça (Lucrecia Martel, 2008)
88. Spotlight: Segredos Revelados (Tom McCarthy, 2015)
87. O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (Jean-Pierre Jeunet, 2001)
86. Longe do Paraíso (Todd Haynes, 2002)
85. O Profeta (Jacques Audiard, 2009)
84. Ela (Spike Jonze, 2013)
83. A.I.: Inteligência Artificial (Steven Spielberg, 2001)
82. Um Homem Sério (Joel and Ethan Coen, 2009)
81. Shame (Steve McQueen, 2011)
80. O Retorno (Andrey Zvyagintsev, 2003)
79. Quase Famosos (Cameron Crowe, 2000)
78. O Lobo de Wall Street (Martin Scorsese, 2013)
77. O Escafandro e a Borboleta (Julian Schnabel, 2007)
76. Dogville (Lars von Trier, 2003)
75. Vício Inerente (Paul Thomas Anderson, 2014)
74. Spring Breakers: Garotas Perigosas (Harmony Korine, 2012)
73. Antes do Pôr-do-Sol (Richard Linklater, 2004)
72. Amantes Eternos (Jim Jarmusch, 2013)
71. Tabu (Miguel Gomes, 2012)
70. Histórias que Contamos (Sarah Polley, 2012)
69. Carol (Todd Haynes, 2015)
68. Os Excêntricos Tenenbaums (Wes Anderson, 2001)
67. Guerra ao Terror (Kathryn Bigelow, 2008)
66. Primavera, Verão, Outono, Inverno… E Primavera (Kim Ki-duk, 2003)
65. Aquário (Andrea Arnold, 2009)
64. A Grande Beleza (Paolo Sorrentino, 2013)
63. O Cavalo de Turin (Béla Tarr e Ágnes Hranitzky, 2011)
62. Bastardos Inglórios (Quentin Tarantino, 2009)
61. Sob a Pele (Jonathan Glazer, 2013)
60. Síndromes e um Século (Apichatpong Weerasethakul, 2006)
59. Marcas da Violência (David Cronenberg, 2005)
58. Moolaadé (Ousmane Sembène, 2004)
57. A Hora Mais Escura (Kathryn Bigelow, 2012)
56. A Harmonia Werckmeister (Béla Tarr e Ágnes Hranitzky, 2000)
55. Ida (Paweł Pawlikowski, 2013)
54. Era uma Vez na Anatolia (Nuri Bilge Ceylan, 2011)
53. Moulin Rouge: Amor em Vermelho (Baz Luhrmann, 2001)
52. Mal dos Trópicos (Apichatpong Weerasethakul, 2004)
51. A Origem (Christopher Nolan, 2010)
50. A Assassina (Hou Hsiao-hsien, 2015)
49. Adeus à Linguagem (Jean-Luc Godard, 2014)
48. Brooklyn (John Crowley, 2015)
47. Leviatã (Andrey Zvyagintsev, 2014)
46. Cópia Fiel (Abbas Kiarostami, 2010)
45. Azul é a Cor Mais Quente (Abdellatif Kechiche, 2013)
44. 12 Anos de Escravidão (Steve McQueen, 2013)
43. Melancolia (Lars von Trier, 2011)
42. Amor (Michael Haneke, 2012)
41. Divertida Mente (Pete Docter, 2015)
40. O Segredo de Brokeback Mountain (Ang Lee, 2005)
39. O Novo Mundo (Terrence Malick, 2005)
38. Cidade de Deus (Fernando Meirelles e Kátia Lund, 2002)
37. Tio Boonmee, que Pode Recordar Suas Vidas Passadas (Apichatpong Weerasethakul, 2010)
36. Timbuktu (Abderrahmane Sissako, 2014)
35. O Tigre e o Dragão (Ang Lee, 2000)
34. O Filho de Saul (László Nemes, 2015)
33. Batman: O Cavaleiro das Trevas (Christopher Nolan, 2008)
32. A Vida dos Outros (Florian Henckel von Donnersmarck, 2006)
31. Margaret (Kenneth Lonergan, 2011)
30. Oldboy (Park Chan-wook, 2003)
29. WALL-E (Andrew Stanton, 2008)
28. Fale com Ela (Pedro Almodóvar, 2002)
27. A Rede Social (David Fincher, 2010)
26. A Última Noite (Spike Lee, 2002)
25. Amnésia (Christopher Nolan, 2000)
24. O Mestre (Paul Thomas Anderson, 2012)
23. Caché (Michael Haneke, 2005)
22. Encontros e Desencontros (Sofia Coppola, 2003)
21. O Grande Hotel Budapeste (Wes Anderson, 2014)
20. Sinédoque, Nova York (Charlie Kaufman, 2008)
19. Mad Max: Estrada da Fúria (George Miller, 2015)
18. A Fita Branca (Michael Haneke, 2009)
17. O Labirinto do Fauno (Guillermo Del Toro, 2006)
16. Holy Motors (Leos Carax, 2012)
15. 4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias (Cristian Mungiu, 2007)
14. O Ato de Matar (Joshua Oppenheimer, 2012)
13. Filhos da Esperança (Alfonso Cuarón, 2006)
12. Zodíaco (David Fincher, 2007)
11. Inside Llewyn Davis: Balada de um Homem Comum (Joel e Ethan Coen, 2013)
10. Onde os Fracos não Têm Vez (Joel e Ethan Coen, 2007)
9. A Separação (Asghar Farhadi, 2011)
8. As Coisas Simples da Vida (Edward Yang, 2000)
7. A Árvore da Vida (Terrence Malick, 2011)
6. Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (Michel Gondry, 2004)
5. Boyhood: Da Infância à Juventude (Richard Linklater, 2014)
4. A Viagem de Chihiro (Hayao Miyazaki, 2001)
3. Sangue Negro (Paul Thomas Anderson, 2007)
2. Amor à Flor da Pele (Wong Kar-wai, 2000)
1. Cidade dos Sonhos (David Lynch, 2001)

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for ‘Os 100 melhores filmes do século 21’

1 Comentário

  1. Juliana disse:

    Parei de ler quando vi na lista: “Procurando Nemo” kkkk

Deixe o seu comentário