Quem mais se expõe no Facebook, menos sabe sobre si

publicado no Viver Bem

Impossível não perceber como todo mundo parece mais feliz, alegre, bonito, divertido e até mesmo em férias constantes nas redes sociais. Isso acontece porque a tendência é essa, seja qual for o meio social: mostrar sempre o lado mais bonito, mais fotografável para os outros, para evitar ao máximo as possíveis críticas ou preconceitos que possam ter contra você.

(Foto: VisualHunt)

Mas será que esse lado mais favorável precisaria aparecer a todo momento? No workshop “O que o espelho diz sobre você?” – Uma conversa sobre autoestima e padrões, as psicólogas Mariita Bertassoni da Silva, especialista em jovens e adolescentes, e Andressa Roveda, especialista em aconselhamento de carreira, discutiram esses assuntos com leitores da Gazeta do Povo, que promoveu o encontro ao lado do Clube da Alice, na noite da última quarta-feira (31/08).

“É preciso ter um equilíbrio. Será que eu estou expondo demais, e o tempo todo? Será que isso não está se encaminhando para uma imagem do que eu gostaria de ser ao invés daquilo que eu de fato sou? Talvez esteja na hora de rever os meus limites e aceitá-los, e isso pode ser um fator de crescimento pessoal“, diz Mariita.

Quanto menos a pessoa se conhece, a tendência é que ela mais se exponha- o ‘se conhecer’ é entender os seus limites, e aceitá-los. “A pessoa que menos se conhece espera muito a aprovação dos outros. Se eu não tenho uma autoimagem fortalecida, eu não tenho uma imagem para passar para os outros. Uma das formas de se autoconhecer é fazendo terapia“, afirma Andressa.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Quem mais se expõe no Facebook, menos sabe sobre si

Deixe o seu comentário