Ex-cortadora de cana dá 5 dicas de como faturar o 1º milhão

size_810_16_9_sabrina-nunes-fundadora-da-francisca-joias

Publicado na Exame

A empreendedora Sabrina Nunes, de 31 anos, já fez de tudo um pouco para conseguir dinheiro. Ela conta que, quando morava com a família no interior de Minas Gerais, chegou a trabalhar por alguns meses no corte de cana no estado vizinho de Mato Grosso do Sul.

Também já foi garçonete, vendeu picolé, roupas e teve um restaurante. Isso antes de se mudar para o Rio de Janeiro, onde criou a Francisca Joias, site para venda de semijoias que hoje fatura nada menos que 1,8 milhão de reais.

Quando a empreendedora desembarcou no Rio, porém, os planos não tinham nada a ver com o universo da beleza. Sabrina havia conseguido vaga numa faculdade de engenharia pelo Prouni e foi estudar. “Vi que os engenheiros tinham bons salários e queria seguir por essa área”, lembra.

O negócio com bijuterias começou quase por acaso. Enquanto estudava, Sabrina trabalhava numa empresa de engenharia e buscava algo que pudesse complementar sua renda.

“Ouvi dizer que as pessoas conseguiam um bom dinheiro vendendo bijuterias através do Elo7 [um market place para vendedores], e quis tentar também. Sempre gostei de vender”, lembra.

A jovem pegou o dinheiro que tinha no bolso – 50 reais – e comprou alguns produtos. Todos foram vendidos rapidamente. “Nem eram de muita qualidade, mas a procura foi alta”, lembra.

A partir daí, Sabrina começou a comprar mais e mais bijuterias para revender, até que decidiu abrir seu próprio negócio no ramo, foi quando nasceu a Francisca Joias (o nome é uma homenagem a sua avó).

Das bijuterias compradas de terceiros, a empreendedora passou a oferecer semijoias, desenhadas por ela própria e banhadas a ouro. Assim, pode garantir a qualidade dos produtos oferecidos.

Hoje, são 3.500 modelos disponíveis na loja online da marca, que vende cerca de 12 mil peças por mês.

Para Sabrina, o grande diferencial da Francisca é o atendimento personalizado. “Um dos nossos pilares fundamentais é a atenção que damos para a cliente. Todos os contatos que recebemos são respondidos, seja por e-mail ou via redes sociais. Temos também um cuidado com a experiência dessa consumidora. Temos um cheirinho especial que vai na embalagem, por exemplo. Isso é importante, pois cativa a pessoa”, afirma a empreendedora.

Lançado em 2012, o negócio tem crescido bastante, a ponto de Sabrina largar a faculdade e o emprego que tinha na empresa de engenharia. O faturamento da marca em 2015 foi de 1,8 milhão de reais, e a expectativa para 2016 é chegar aos 2,5 milhões.

Para atingir a meta, uma das estratégias da Francisca Joias é apostar na parceria com revendedoras. Hoje a marca tem 527 revendedoras por todo o país, que compram os produtos com um desconto de 40% e revendem para suas clientes.

Sabrina conta que as parceiras recebem treinamento, catálogo e tutoriais para ajudar nas vendas. “Quero ajudar as mulheres que estão em busca de uma fonte de renda, como eu estava no início da marca”, afirma.

Também quer aprender com a empreendedora?

Veja então cinco dicas que Sabrina Nunes deu sobre com faturar o primeiro milhão no seu negócio:

1. Valorize sua renda

Para valorizar a renda recebida, a estratégia é simples: não gaste mais do que pode. Quando a renda é mais baixa, o empreendedor mantém um controle rigoroso das contas e consegue investir mensalmente, enquanto aquele com renda mais alta pode estar sempre rolando as dívidas.

2. Controle seus gastos

Não tem como construir um negócio rentável se não há o controle dos gastos. É essencial controlar os gastos para descobrir o que é possível ser feito com resultados a curto e médio prazo. Dica: use uma planilha ou software que possibilite e facilite esse controle.

3. Fidelize seus clientes

Para conseguir o primeiro milhão, além de controlar os gastos e afins, é mais do que necessário fidelizar o cliente. “Sabemos que trazer novos clientes custa caro e, mais que isso, demanda tempo para planejamento e mapeamento. No entanto, fidelizar o cliente é algo mais simples que garante um retorno em curto prazo”, aconselha.

4. Aprenda com os erros

No início do negócio é comum cometer erros. O mais importante é aprender com eles. “A vida é uma sequência de erros e acertos, e com isso vamos aos poucos entendendo o que funciona e o que não funciona. O mais importante é saber quando algo está errado e corrigir ou procurar melhorar para o sucesso do negócio”, comenta Nunes.

5. Seja paciente e persistente

“É ilusão acharmos que, ao criar um negócio, teremos retorno financeiro já no próximo mês. Demora meses e até anos para conseguirmos o dinheiro que foi investido no início do empreendimento. Por isso, é necessário ser paciente e persistente, pois a caminhada é longa”, comenta.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Ex-cortadora de cana dá 5 dicas de como faturar o 1º milhão

Deixe o seu comentário