Gabriel, O Pensador doa R$ 10 mil a catador que achou US$ 1,4 mil no lixo

João Rodrigues Cerqueira devolveu dinheiro a fonoaudiólogo em Brasília.
Artista se emocionou com atitude, fez ‘vaquinha’ e visitou homem.

CtCZdzfWgAE5fip.jpg medium

Publicado no G1

O cantor Gabriel, O Pensador fez uma “vaquinha” com amigos e doou R$ 10 mil na noite desta quinta-feira (22) ao catador de materiais recicláveis João Rodrigues Cerqueira, que devolveu US$ 1,4 mil achados em meio ao lixo no Distrito Federal. O artista fez uma visita surpresa ao barracão onde o homem mora com a mulher e a filha de dez meses na Chácara Santa Luzia, em uma invasão entre a Estrutural e o Parque Nacional.

“A gente vive em um mundo onde os valores estão tão distorcidos que as pessoas se surpreendem quando um cara faz o certo. Então, eu primeiro vim para dar os parabéns e destacar mais uma vez isso”, disse Gabriel a Cerqueira. “Eu vou te dar o saquinho com R$ 10 mil que a gente juntou para você, [para] essa reforma que você está precisando [do barracão]. Isso é um presente de coração.”

O catador de lixo, que já comemorava ter ganhado um novo emprego na quarta-feira (22), se emocionou. “Eu nunca imaginei que ia vir uma pessoa tão famosa assim, num barraco tão humilde assim”, disse. Ele acrescentou ainda que também pretende usar o dinheiro para ajudar a mãe. “Ajudar ela a construir lá a construir a casinha dela. Foi a pessoa que me ajudou muito, que me incentivou para ser a pessoa que eu sou.”

A história de Cerqueira ficou conhecida no início da semana, depois de achar dólares descartados por engano no lixo. Ele foi “recompensado” pela atitude e passou a trabalhar como ajudante de obras na construtora da família do fonoaudiólogo Bruno Temistocles, dono do dinheiro. O salário é de R$ 1,5 mil – mais do que o dobro do que recebia na cooperativa, R$ 600.

Dólares
Bruno Temistocles comprou os dólares na última sexta por cerca de R$ 5 mil, para usá-los em uma viagem para a Europa. O dinheiro ficou no console do carro dele, enrolado em um papel. O cunhado do fonoaudiólogo, que tem 7 anos, confundiu o embrulho com lixo e o jogou fora.

Depois de saber que a quantia havia sido perdida, Temistocles chegou a encontrar o caminhão responsável pela coleta e ir à cooperativa, que funciona na Estrutural, mas não encontrou o pacote. Mesmo assim, deixou o contato no local. “Na hora que ele [o catador] me ligou falando que tinha encontrado, nossa, eu fiquei muito feliz assim”, diz. “[Fui à cooperativa e] Comecei a procurar no desespero. Fiquei de umas 18h30 até 22h procurando e não consegui achar.”

Cerqueira encontrou o valor na manhã de terça, depois de ser informado de que um homem passou a noite de sexta na cooperativa da Estrutural em busca do embrulho. Ele afirma que, depois de saber que uma pessoa procurava dinheiro perdido, ficou mais atento ao trabalho. O jovem, que tem 20 anos, trabalhava há seis meses na cooperativa.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Gabriel, O Pensador doa R$ 10 mil a catador que achou US$ 1,4 mil no lixo

1 Comentário

  1. Gustavo disse:

    Pelo Código Civil (art.1234), quem acha coisa alheia tem direito a 5%, mais as despesas com a guarda e zelo.

Deixe o seu comentário