Igreja de Justin Bieber chega ao Brasil

Hillsong Church inaugura filial na Barra Funda, zona oeste de São Paulo (SP) - 30/10/2016 (/Reprodução)

Hillsong Church inaugura filial na Barra Funda, zona oeste de São Paulo (SP) – 30/10/2016 (/Reprodução)

Publicado na Veja on-line

A enorme fila que se formava neste domingo em frente à casa de espetáculos Audio Club, na Zona Oeste de São Paulo, dava a entender que rolaria por ali algo como o show da banda indie do momento. A dica de que a aglomeração se tratava, na verdade, de um culto evangélico era a Bíblia debaixo do braço de jovens moderninhos. Eles estavam empolgadíssimos com a inauguração do primeiro templo nacional da Hillsong, uma das igrejas evangélicas mais influentes (e descoladas) da atualidade.

A fama não veio por acaso: depois de investir pesado em entretenimento, com a música como principal vitrine, a igreja nascida na Austrália passou a ser refúgio espiritual de celebridades como os atores Vanessa Hudgens e Austin Butler, os cantores Nick Jonas e Selena Gomez e a modelo Kendall Jenner. Entre os brasileiros, já atraiu ou despertou o interesse do jogador David Luiz e da atriz Bruna Marquezine, que publicou no Instagram um vídeo feito em um culto nos Estados Unidos. O fiel mais fervoroso entre eles, no entanto, é o canadense Justin Bieber, responsável por colocar a Hillsong nos principais sites de notícias do mundo.

Em meados de 2014, o astro vivia o auge de sua fase problemática, em que se via constantemente envolvido em casos de polícia – de denúncias de vizinhos cansados do barulho das suas festas a detenção por dirigir embriagado. Um dia, deprimido, caiu de joelhos aos prantos e pediu ao pastor-celebridade Carl Lentz, da filial de Nova York, para conhecer Jesus, como contou a revista americana GQ, a partir do depoimento de Lentz. Bastou uma oração para que decidisse se batizar – o que foi feito às pressas, na banheira do jogador de basquete Tyson Chandler. Desde então, o pastor tatuado com pinta de rock star se tornou o conselheiro espiritual do cantor.

Personalidades brasileiras também curtem a linha descolada da Hillsong. A atriz Bruna Marquezine já visitou a filial da igreja em Los Angeles juntamente com a modelo Stephannie Oliveira, filha do ex-jogador Bebeto. “Chegamos um pouco atrasadas pra ouvir a palavra, mas cada minuto de oração e de louvor foi maravilhoso”, escreveu a atriz em seu Instagram. Apesar de não revelar de qual igreja faz parte, o jogador David Luiz, que é evangélico, costuma ir às reuniões da Hillsong em Londres. Kaká, também protestante, já promoveu um show de uma das bandas da igreja em Madrid, na Espanha.

Parada de sucessos – A Hillsong foi fundada em 1983, em Sydney, e começou a ficar conhecida por suas canções, que falam sobre manter um relacionamento profundo com Deus. O selo Hillsong Music, ligado à Igreja, já vendeu mais de 16 milhões de discos. Em 2015, a United, uma de suas bandas, recebeu o Billboard Music Awards de melhor artista cristão. Grupos nacionais como Diante do Trono, liderada pela pastora Ana Paula Valadão, um fenômeno de vendas no segmento gospel, nicho que só perde para o sertanejo em poder comercial, sempre se espelharam no estilo da banda australiana.

Controvérsias também ajudam a manter os cultos em destaque. A imprensa da Austrália acusa a Hillsong de arrecadar milhões de dólares ao redor do mundo livres de taxas e impostos. Os maiores alvos, por seu papel central como líderes da denominação e pelo estilo de vida ostensivo que mantêm, são os pastores Brian e Bobby Houston. Esse último, aliás, é autor do livro You Need More Money (Você Precisa de Mais Dinheiro, em tradução literal), em que prega a teoria da prosperidade. Seu pai, o também pastor Frank Houston, morto em 2004, confessou ter abusado de nove garotos na Austrália e Nova Zelândia.

Controvérsias à parte, a Hillsong segue crescendo. A Igreja já conta com dezesseis unidades em cidades como Nova York, Amsterdã, Barcelona, Londres, Paris e Estocolmo. A preferência por metrópoles e a embalagem hipster que dão ao Evangelho deixam claro que o público-alvo são os jovens urbanos, ligados em música e moda. Afinal, dizem, Jesus é cool.

Em São Paulo, as cerca de 4 000 pessoas que estavam presentes na inauguração pareciam extasiadas. O local escolhido, uma casa de shows que será alugada para cultos semanais – todo domingo, às 18h – não lembra nem de longe uma igreja tradicional. E a ideia é exatamente essa. Quando a banda entrou no palco, as luzes enchiam os olhos dos fiéis e o som, pesado e crescente, encarregava-se de deixá-los eufóricos. “É a presença de Jesus, Ele está aqui”, disse o vocalista no palco. Do telão, os membros da filial de Buenos Aires (a primeira da América do Sul, aberta em dezembro do ano passado) enviaram uma mensagem parabenizando os novos irmãos.

“Alguns perguntam por que resolvemos vir para a América do Sul, onde já há tantas igrejas, e eu respondo que lá fora há milhões de pessoas que ainda não estão dentro das igrejas”, pregou Chris Mendez, o pastor líder da Hillsong por aqui. “Vamos conquistar este continente”, bradou. Estruturado, o roteiro do culto transportou os visitantes do entusiasmo à consternação: assim como Bieber, dezenas levantaram as mãos em prantos.

Hillsong Church inaugura filial na Barra Funda, zona oeste de São Paulo (SP) - 30/10/2016 (/Reprodução)

Hillsong Church inaugura filial na Barra Funda, zona oeste de São Paulo (SP) – 30/10/2016 (/Reprodução)

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Igreja de Justin Bieber chega ao Brasil

1 Comentário

  1. Elenir Lentz disse:

    O Senhor Jesus, Rei da glória, em manifestação de amor, conduz este grupo de discípulos ao Brasil, com o fim de preencher a lacuna e salvar milhares de jovens, que o amam, mas não tinham muitas oportinidades de manifestarem.
    Glórias ao Rei.

Deixe o seu comentário