5 coisas sobre samurais que os filmes não mostram

05144207252224

Publicado no Mega Curioso

1. Era normal que eles traíssem os seus mestres
Até 1600, não existia um “código” entre os samurais, o que fazia com que eles traíssem os seus mestres com muita frequência. Porém, mesmo depois disso, a lealdade era algo mais importante no papel do que na realidade.
Se um mestre não recompensava nem cuidava do guerreiro que o defendia, o samurai usava a primeira chance que tinha para se unir ao inimigo. Na época, ninguém confiava em ninguém, e era muito comum que eles se rebelassem e depois voltassem a trabalhar para o mesmo mentor.

2. Eles usavam flautas para matar

05144100627218
O shakuhachi é uma flauta de bambu e, sem dúvidas, uma das armas mais estranhas usadas pelos samurais. Originalmente, o instrumento era utilizado por monges budistas, que caminhavam nas ruas com cestos em suas cabeças e tocavam o insturmento enquanto pregavam.
Observando a cena, os samurais perceberam que aquele poderia ser o disfarce perfeito e que eles poderiam copiá-lo. Assim, os guerreiros transformaram a flauta em arma e, se fossem pegos, estariam prontos para golpear o inimigo.

3. Seus cães também usavam armaduras

05144144268222
Acredite, esta é uma armadura samurai para cachorro feita no início do século 19. Apesar de não existirem muitas informações a respeito, entende-se que ela não tenha sido feita para batalhas, mas sim para desfiles. O conjunto é composto por um capacete, uma saia de couro cru e uma bolsa. Em algum momento da História, um samurai marchou pelas ruas do Japão guiando um cão vestido com uma armadura completa. Não é incrível?

4. Eles queriam que seus cadáveres tivessem um cheiro bom

05144154893223
O lendário samurai Kimura Shigenari travou sua última batalha em 1615, enquanto defendia o castelo de Osaka contra um exército invasor. Antes de cada luta, Kimura passava por um importante ritual: queimava um incenso dentro do seu capacete.
Ele acreditava que poderia morrer a cada batalha e sabia que a sua cabeça seria levada como prêmio. Por isso, ele esperava que quem o decapitasse conduzisse o seu corpo devidamente perfumado.
Quando ele finalmente morreu, o líder Tokugawa Ieyasu ficou tão impressionado com a atitude que incentivou todos os seus homens a fazerem o mesmo.

5. Eles se preocupavam muito com os banheiros
Depois que o samurai Uyesugi Kenshin foi pego desprevenido no banheiro (com as vestes arriadas), vários outros guerreiros passaram a se preocupar com as suas idas ao toalete. Assim, muitos samurais desenvolveram técnicas, como ir ao sanitário com a perna direita da calça completamente fora do corpo. Dessa forma, se alguém entrasse, eles estariam prontos para lutar.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 5 coisas sobre samurais que os filmes não mostram

1 Comentário

  1. Paulo Marreco disse:

    Bastante interessante, principalmente a primeira informação, que contraria o senso comum sobre a lendária lealdade destes guerreiros…

    http://www.recantodasletras.com.br/contosdesuspense/3238769

Deixe o seu comentário