Como ajudar refugiados sírios no Brasil e no exterior

refugiados-muro

Publicado no Extra

Os confrontos entre rebeldes e as tropas do governo do ditador Bashar al-Assad se tornaram o principal motivo para a fuga de milhares de famílias sírias para outros países, provocando uma crise migratória mundial. Diariamente, fotos, vídeos e mensagens de apelos de cidadãos sírios comovem o mundo. De acordo com a Agência da ONU para refugiados, a batalha pelo lado oriental da cidade de Aleppo, que esteve sob o controle da oposição durante grande parte dos últimos quatro anos, forçou cerca de 40 mil civis a buscarem segurança no oeste controlado pelo governo nas últimas semanas.

Na semana passada, moradores do leste da cidade pediram permissão a religiosos para que pais possam matar as filhas, mulheres e irmãs antes que elas sejam capturadas e estupradas pelas forças do regime de Bashar al-Assad, da milícia libanesa do Hezbollah ou do Irã, de acordo com relatos que circularam pela internet.

Mas, apesar das tristes notícias, a sensação de impotência gerada no resto do mundo sobre o conflito sírio pode ser revertida. É possível ajudar, de forma concreta, as vítimas da guerra no país.

Agência da ONU para refugiados

Pelo site da agência é possível fazer doações. A pessoa pode escolher fazer um pagamento mensal ou uma doação única. Há algumas opções disponíveis de valor, mas o doador pode escolher quanto quer doar. A ajuda pode ser feita aqui e o pagamento é feito no cartão de crédito. As doações ajudam na comida, água, abrigo, assistência médica e proteção às famílias necessitadas.

Os Capacetes Brancos (White Helmets)

Os Capacetes Brancos são um grupo humanitário local que vêm ajudando no resgate de vítimas do conflito na Síria. Segundo informações da organização, mais de 70 mil pessoas já foram salvas pelo grupo. A contribuição de doadores ajuda na compra de materiais e equipamentos para os resgates. As doações, feitas em libra esterlina ou dólar, são feitas diretamente pelo site da ONG.

Médicos Sem Fronteiras

Uma das maiores organizações humanitárias do mundo, os Médicos Sem Fronteira também atuam na Síria, oferecendo assistência médica com remédios e equipamentos, além de assistência psicológica e tratamento nutricional. Em campos de refugiados, a organização ajuda, por exemplo, no parte de mulheres grávidas e na vacinação de crianças. Para ajudar as equipes de salvamento é possível fazer doações únicas ou mensais, no valor de preferência do doador. O pagamento também é feito via cartão de crédito. Uma doação de R$ 120, por exemplo, corresponde à 438 sachês para reidratação oral de pacientes. O doador também pode optar por fazer a doação em tributo a alguém. Confira todas as formas de ajudar.

Flores para refugiados

O projeto, criado por uma adolescente brasileira, tem o objetivo de reverter o valor da venda de arranjos de flores para financiar o trabalho voluntário com refugiados de guerra. Com a ajuda da mãe, a paulista Gabriela Shapazian vende as flores em garrafas customizadas. O valor das vendas financia as viagens para os campos, onde a jovem recebe os refugiados, oferece apoio emocional e ajuda na alimentação deles. Atualmente, Gabriela está no campo de Pikpa, em Lesvos, na Grécia. Para ajudar o projeto, entre com contato pela página oficial.

UNICEF

Desde o início da crise no país, em 2011, o UNICEF intensificou os trabalhos na Síria e em países onde os refugiados pedem abrigo. A instituição atua em diversos países. Para doar, basta acessar o site e escolher o valor.

Comitê Internacional de Resgate (International Rescue Committee)

As doações para o Comitê são feitas em Euro ou Dólar. A instituição auxilia na retirada de pessoas de zonas de conflito por mundo, incluindo na Síria. As doações ajudam desde a compra de kits de higiene até a construção de latrinas para ajudar na prevenção de doenças nos campos e a compra de alimentos especiais para crianças em estado de subnutrição. Para ajudar a instituição, acesse o site.

Save The Children

A organização atua na Síria e em outros países que são rota de fuga ou destino final de refugiados. As equipes oferecem apoio emocional às famílias, além de alimentos, água e roupas. As doações podem ser feitas pelo site ou pelo telefone, disponível na página.

Cáritas

Há anos a Cáritas atua no acolhimento de refugiados no Brasil. A organização pertence à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e é ligada a uma rede internacional de assistência. A entidade tem o objetivo de auxiliar o refugiado no momento de sua chegada até a reestruturação da vida familiar. Para isso, são oferecidos cursos de português gratuito, encaminhamento profissional, recreação infantil para as crianças, além de moradia, transporte e alimentação por três meses. No Rio de Janeiro e em São Paulo, as doações são feitas por meio de depósito bancário.

Cruz Vermelha

Somente em 2016, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha levou água potável a mais de 16 milhões de pessoas, alimentos a 2,6 milhões e utensílios domésticos básicos a outras 500 mil pessoas na Síria. Além dos primeiros socorros prestados às vítimas dos bombardeios, a Cruz Vermelha fornece assistência básica à saúde aos refugiados. As doações podem ser feitas em real, diretamente pelo site.

Instituto de Reintegração do Refugiado – ADUS

O instituto realiza diversas ações para refugiados, como as aulas de português, bazares e curso de qualificação profissional e inserção no mercado de trabalho. Para ajudar, há o trabalho de voluntariado, além das doações de bens para serem vendidos nos bazares. Veja no site.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Como ajudar refugiados sírios no Brasil e no exterior

Deixe o seu comentário