Fotógrafo mostra como é a vida no lugar mais frio do mundo

publicado no Catraca Livre

Enquanto desfrutamos do verão aqui abaixo dos trópicos, alguns regiões do hemisfério Norte registram temperatura que chegam a -50ºC. O fotógrafo neozelandês Amos Chapple viajou para Oymyakon (Rússia) para mostrar como é o cotidiano do lugar habitado mais frio do planeta.

Nos meses de janeiro, a cidade –que fica na região da Sibéria– tem temperatura média em torno dos -50ºC. Em 1924, os termômetros registraram -71,2°C.

coldest-village-oymyakon-russia-amos-chaple-21

Uma das maiores dificuldades, conta Amos, foi operar a câmera, já que o zoom óptico das lentes congelou algumas vezes.

O frio é tão extremo que os banheiros são construídos fora das casas, já que não há como colocar água encanada.

coldest-village-oymyakon-russia-amos-chaple-14

Os automóveis precisam ficar numa garagem aquecida, do contrário, pode ser que nem liguem mais. O vilarejo é abastecido por uma única e pequena loja que oferece tudo o que a população precisa, enquanto uma central de aquecimento de carvão mantém os habitantes a uma temperatura aceitável.

coldest-village-oymyakon-russia-amos-chaple-12

coldest-village-oymyakon-russia-amos-chaple-13

coldest-village-oymyakon-russia-amos-chaple-16

coldest-village-oymyakon-russia-amos-chaple-17

coldest-village-oymyakon-russia-amos-chaple-19

coldest-village-oymyakon-russia-amos-chaple-20

coldest-village-oymyakon-russia-amos-chaple-24

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Fotógrafo mostra como é a vida no lugar mais frio do mundo

Deixe o seu comentário