Fóssil de dinossauro que dava à luz em vez de botar ovos é encontrado

publicado na Galileu

O fóssil de uma criatura do mar de 250 milhões de anos foi encontrado na China com um animal da mesma espécie enrolado dentro dela. A descoberta, publicada no periódico Nature, pode indicar o primeiro caso de “gravidez” em um grupo evolutivo antes conhecido apenas por botar ovos.

58a32e402ebbf

O Dinocephalosaurus provém de um grupo de antigos répteis chamado de archosauromorpha, ao qual pertencem animais ovíparos. O animal marinho possuía um longo pescoço, o qual utilizava para caçar suas presas, na maioria peixes. A espécie vivia nos oceanos de pouca profundidade do sul da China, durante o período Triássico Médio.

No momento em que os especialistas encontraram o fóssil do feto, acreditaram que se tratava de uma presa ingerida pela mãe. Mas ao examiná-lo melhor, descobriram que o filhote estava com a cabeça para cima, uma posição estranha, já que a maioria das criaturas engolidas pelo Dinocephalosaurus são abocanhadas primeiramente pela cabeça, conservando a disposição dentro da barriga.

Depois de analisar melhor, os cientistas viram que o feto era, na verdade, um exemplar da mesma espécie da mãe. O achado, segundo eles, pode trazer novos insights no estudo da evolução reprodutiva das espécies.

Segundo os pesquisadores, a reprodução por gestação geralmente está ligada à determinação de sexo através de atributos puramente genéticos. O que acontece com os ovíparos é diferente. Alguns crocodilos, por exemplo, acabam tendo o gênero de seus filhotes definidos de acordo com a tempertaura do ninho. A hipótese é que o Dinocephalosaurus só conseguiu se tornar aquático por causa de sua habilidade de gerir seus filhotes dentro da fêmea, sem depender da temperatura.

Apesar dos especialistas acreditarem que esta seja a primeira espécie de archosauromorpha a não seguir o padrão ovíparo, Michael Caldwell, um perito em répteis marinhos extintos, explicou à National Geographic que a Choristodera, um réptil semi-aquático, também dá a luz a sua prole. Segundo ele, muitos cientistas consideram o animal parte da mesma categoria que o Dinocephalosaurus.

Mesmo assim, a descoberta é importante para entender os processo adaptativos dos animais. Esta é a primeira descoberta concreta sobre os hábitos reprodutivos da categoria antes do período Jurássico, apesar do grupo possuir aproximadamente 260 milhões de anos.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Fóssil de dinossauro que dava à luz em vez de botar ovos é encontrado

Deixe o seu comentário