A cafeína está melhorando ou acabando com sua produtividade?

(Foto: Thinkstock)

(Foto: Thinkstock)

Confira os efeitos negativos e benefícios da substância

Publicado na Época Negócios

Talvez você esteja com uma xícara de café em suas mãos enquanto lê essa matéria. A bebida pode te ajudar a acordar de manhã, a manter-se atento depois do almoço e até a encarar uma noite de trabalho. Mas será que é uma boa ideia tomar a bebida?

É o que se pergunta Jayson DeMers, em artigo publicado na Entrepreneur. Segundo uma pesquisa realizada pela Gallup, quase dois terços dos adultos nos Estados Unidos tomam pelo menos uma xícara de café por dia. A média fica em 2,7 xícaras diárias. O estudo mostrou também que 25% das pessoas se sentem viciadas em cafeína, mas apenas 10% querem reduzir seu consumo.

“As pessoas não tendem a ver o café como uma droga estimulante, mas como uma forma natural de reduzir a fadiga, aumentar a atenção, melhorar o foco e impulsionar a produtividade”, diz DeMers. Ele defende, contudo, que é importante ter consciência dos efeitos negativos da bebida. A partir de vários estudos, ele faz um balanço do que a cafeína gera em nossos corpos – para o bem ou para o mal. Confira:

Memória e cognição
O consumo de café comprovadamente melhora a memória e a função cognitiva. E engana-se quem pensa que a cafeína tem efeito apenas momentâneo: o consumo regular pode melhorar a função cognitiva durante o envelhecimento. Pesquisadores do Departamento de Psiquiatria e Psicobiologia Clínica da Universidade de Barcelona descobriram que bebidas cafeinadas, quando consumidas com glicose, melhoram “o desempenho cognitivo tanto em atenção quanto em memória”.

Então, de fato o café melhora o desempenho. Você vai se lembrar do que foi dito em uma reunião, vai conseguir resolver problemas mais rapidamente, focar melhor em tarefas e ser mais produtivo ao longo do dia.

Cansaço, fadiga e humor
Muitas pessoas concordam que tomar café as faz sentir melhor, especialmente quando acordaram particularmente cansadas. Sabe-se que se sentir cansado diminui o nível de alerta, e o café pode ajudar a reduzir esses efeitos.

A cafeína também contribui para reduzir inflamações no corpo, funcionando como uma forma rápida de aliviar a dor, ajudando a reduzir dores de cabeça que podem interferir com o desempenho no trabalho. Além disso, o café estimula a liberação de dopamina, uma substância que aumenta a sensação de bem-estar, o que melhora o humor e ajuda a estabilizar suas emoções durante o dia. Melhor estabilidade emocional e menor cansaço significam maior produtividade.

Benefícios à saúde
Pesquisas indicam que o café também tem benefícios à saúde. Por exemplo, tomar café todos os dias em quantidades moderadas pode reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2. Além disso, a cafeína é um antioxidante, eliminando radicais livres que danificam as células.

Problemas de sono
Se o café ajuda a reduzir o cansaço, há um efeito negativo óbvio associado a isso. Os efeitos da cafeína duram algumas horas, dependendo do organismo de cada um, então consumir café até oito horas antes de dormir pode atrapalhar a qualidade do seu sono.

Consequentemente, você vai dormir poucas horas, o que fará com que tome mais café para compensar o cansaço no dia seguinte, o que cria um círculo vicioso. Eventualmente, você precisará recuperar o déficit de sono, e se não fizer isso, os efeitos de privação de sono começam a se acumular – independentemente de quanto café você tomar. Ou seja, isso pode acabar com a sua produtividade.

Ansiedade
A cafeína estimula a produção de adrenalina – uma substância que normalmente é produzida como resultado de estresse. Em pequenas quantidades, isso pode te dar mais energia para se manter produtivo. Mas se a pessoa tem tendência a ansiedade ou transtorno de pânico, a cafeína pode exacerbar esses problemas.

O consumo excessivo de café pode desencadear ataques de pânico ou aumentar a ansiedade. Se você toma mais café do que o normal, pode ficar irrequieto, com sua mente muito acelerada, mas sem conseguir focar em uma tarefa.

Dependência física
Não se esqueça que a cafeína é uma droga e que seu cérebro pode ficar fisicamente dependente dela. É bom saber também que seu corpo fica mais tolerante à cafeína com o tempo. Se você cortar o consumo de cafeína por um ou dois dias, começará a sentir os efeitos físico disso.

Basicamente, o café se torna menos eficaz com o tempo, e se você algum dia decidir parar de tomar a bebida, vai sentir temporariamente uma queda significativa no bem-estar e produtividade.

E então, o café ajuda ou atrapalha?
Em grande parte, pode-se dizer que a cafeína pode aumentar a produtividade. A substância ajuda a melhorar a função cognitiva, melhorando o humor e a saúde, e pode te ajudar a se sentir menos cansado depois de um longo dia de trabalho. Por outro lado, não se pode negligenciar os efeitos negativos do consumo da bebida, que incluem problemas de sono, aumento da ansiedade e vício. A solução, então, é saber dos efeitos negativos e positivos da cafeína e consumir a substância com moderação.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for A cafeína está melhorando ou acabando com sua produtividade?

Deixe o seu comentário