Sentir o cheiro da comida pode definir seu ganho (ou perda) de peso

publicado Super Interessante

Nunca vi nem farejei, mas já ouvi falar de muitos estratégias exóticas para emagrecer. E uma das que mais me impressiona até hoje é a de cheirar guloseimas. Funciona assim: o mártir passa o nariz por uma tentadora torta de maçã com doce de leite, por um suculento pudim ou até por uma simples barra de chocolate, alimentando-se do aroma e ficando com o gostinho só na cabeça. A lógica é satisfazer a alma e, ao mesmo tempo, manter trancados os depósitos de gordura corporal.

sentir-o-cheiro-da-comida-pode-determinar-seu-ganho-ou-perda-de-peso

Mas parece que, na prática, a teoria é outra. Pesquisadores da Universidade da Califórnia, em Berkeley, testaram se a capacidade olfativa de ratos influenciava seus ganhos calóricos. E descobriram que uma dieta “aromática” pode não ser tão diet assim…

As cobaias foram alimentadas com refeições de alto valor calórico e algumas delas tiveram seu olfato “desligado” antes de comer. Resultado: queimaram as calorias em pouco tempo. As que sentiram o cheirinho da comida, por outro lado, armazenaram mais gordura no corpo. Ou seja, o cérebro deles parece controlar como o corpo gerencia o balanço energético.

E a diferença não foi pouca: os ratinhos com olfato normal dobraram de peso, contra um patamar máximo de 10% de engorda dos ratinhos anosmáticos.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Sentir o cheiro da comida pode definir seu ganho (ou perda) de peso

Deixe o seu comentário