5 deuses anteriores a Jesus que têm histórias bem parecidas com a dele

Publicado no Hypescience

Praticamente todos os ocidentais – e provavelmente boa parte dos orientais também – sabem os pontos mais importantes da história de Jesus Cristo: o nascimento vindo de uma virgem, a visita dos reis magos, a caminhada sobre a água, a crucificação, a ressurreição. Pelo fato do cristianismo ser tão popular e por estes detalhes serem tão intrínsecos à nossa cultura, é fácil acreditarmos que a história de Jesus é única – mas não é bem assim.

Muitos deuses das mais diversas culturas anteriores a Cristo compartilham histórias muito parecidas com o filho do Deus cristão. Alguns especialistas acreditam, inclusive, que a história de Jesus pode ter sido baseada na história de alguns deuses mais antigos. Abaixo, estão 5 exemplos de deuses de povos de diversos cantos do planeta que possuem várias semelhanças em suas histórias com a história da vida de Jesus que nos é contada.

5. Hórus (3.100 a.C.)

horus

Hórus era o Deus do Céu no Egito Antigo. Muitos alegam que a história de Jesus foi diretamente baseada na história de Hórus, e não é para menos. Assim como Jesus, ele tinha 12 discípulos – um deles nasceu de uma virgem em uma caverna. Como Jesus, seu nascimento foi anunciado através de uma estrela, e três homens sábios apareceram!

Hórus foi batizado quando tinha 30 anos por Anup, o batista, assim como Jesus foi batizado por João Batista no Rio Jordão. Além disso, conta-se que Hórus fez levantar um morto e caminhou sobre a água. Finalmente, ele foi crucificado, enterrado em um túmulo e ressuscitou, assim como Jesus.

4. Buda (563 a.C.)

buda

Siddhartha Gautama foi um mestre religioso e fundador do budismo que viveu no século 6 a.C. Assim como Jesus, é conhecido por ter curado os doentes e por ter caminhado sobre a água, além de ter alimentado 500 pessoas com uma cesta de bolos. Muitos dos ensinamentos de Buda eram parecidos com as coisas que Jesus ensinou, incluindo a igualdade para todos. Além disso, passou três dias na prisão e ressuscitou quando morreu.

3. Mithra (2.000 a.C.)

mithra-838x507

Mithra é uma antiga divindade zoroastrista que possui várias semelhanças com Jesus. Ele veio ao mundo através de um nascimento virginal em 25 de dezembro, e quando nasceu foi envolto e colocado em uma manjedoura. Mais além, teve 12 companheiros (ou discípulos) e realizou milagres. Como o Deus cristão, deu sua própria vida para salvar o mundo, permaneceu morto por três dias e depois ressuscitou. Não bastasse isso, é chamado de “o Caminho, a Verdade e a Luz” e ainda por cima tem sua própria versão de uma “ceia do Senhor” de estilo eucarístico.

2. Krishna (3.000 a.C.)

krishna

Uma das principais divindades hindus, Krishna também tem diversas semelhanças com o cordeiro de Deus. Anjos, homens sábios e pastores estavam em seu nascimento. Sabe quais presentes eles deram a ele? Isso mesmo: ouro, incenso e mirra. Além disso, um homem mau e ciumento ordenou a matança de todos os recém-nascidos quando ele nasceu, assim como aconteceu com Jesus. Krishna também foi batizado num rio e realizou milagres, incluindo ressuscitar os mortos e curar os surdos e os cegos. Quando morreu, ascendeu dos mortos para o céu e espera-se que volte à Terra algum dia para lutar contra o “Príncipe do Mal”.

1. Osíris (3.100 a.C.)

osíris

Pai de Hórus, Osíris também possuía suas semelhanças com o nazareno. A principal delas: foi morto e ressuscitou três dias depois. Porém ele passou seus três dias morto no inferno. Além de também ter realizado milagres e ter 12 discípulos, Osíris ensinou o renascimento através do batismo na água. [Liberal America]

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 5 deuses anteriores a Jesus que têm histórias bem parecidas com a dele

1 Comentário

  1. Leandro disse:

    Não sei de onde você tirou que Sidarta ressuscitou. Nunca aconteceu em nenhum dos textos. Ele nunca falou que era um Deus nem falava sobre isso. Dizia que era humano e pregava como ter paz na mente. Só isso. Não dá pra confiar nesses seus textos.

Deixe o seu comentário