Jovens do Vale do Silício usam LSD para aumentar produtividade

publicado na Folha de S. Paulo

Diane não parece ser o tipo de pessoa que drogaria meu chili de vitela. Sentada em um pátio em um restaurante de San Francisco, seus olhos azuis pálidos exibem lucidez, e seu cabelo loiro, sutilmente assimétrico, mostra sinais de uma visita recente ao salão de beleza. Ela usa jeans claros, impecáveis.

Adeptos das microdoses de drogas costumam tomá-las com o chá matinal

Adeptos das microdoses de drogas costumam tomá-las com o chá matinal

É meio-dia, e me apanho imaginando se ela passou por diversas reuniões produtivas ao longo da manhã, e penso que agora chegou a hora de ela me explicar sobre o app de meditação que preserva sua serenidade.

“Eu não tomo café. Uso ácido”, diz Diane. A declaração de que consome um alucinógeno proibido não desvia sua atenção do taco de salmão que ela está comendo. Diane tem 29 anos e é fundadora de uma startup; começou em janeiro a consumir microdoses de LSD —quantidades minúsculas, em intervalos de alguns dias.

Porque a dosagem que usa contém apenas um décimo do LSD necessário a uma viagem, ela diz não experimentar efeitos psicodélicos. Em lugar de flutuar em um universo mágico e ver elefantes cor de rosa, ela diz que as microdoses aumentaram sua produtividade e criatividade, e a ajudam a manter o foco. Sob o efeito do LSD, ela é capaz de se concentrar ao desenvolver a estratégia de sua empresa, participar com atenção das reuniões sobre experiências de uso, e de se sair muito bem na obtenção de novos contatos.

“Quando vou a eventos de networking ou happy hours depois de uma microdose, as conversas que tenho são realmente boas, porque fico mais ligada, me concentro mais no que a pessoa está dizendo. Isso cria conexões mais profundas e me propicia mais empatia, diz Diane.

Ela é parte de uma nova geração de usuários de LSD que veem a droga como uma forma útil e inofensiva de melhorar suas capacidades, semelhante à meditação ou ao café. Eles planejam meticulosamente seu regime de uso, com doses de entre 10 e 20 microgramas a cada três dias.

Não há muitas pesquisas sobre o uso de microdoses, e por isso eles acompanham as respostas de seus corpos e mentes à droga, submetem relatórios a pesquisadores e discutem os efeitos com os cerca de 18 mil usuários de microdoses que se comunicam via Reddit.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Jovens do Vale do Silício usam LSD para aumentar produtividade

Deixe o seu comentário