Menino é proibido de participar de evento de princesas na Disney

xPrincessNoah4.jpg.pagespeed.ic.Co8SSk8hlV

Publicado em O Globo

O pequeno Noah, de apenas três anos, é um grande fã do filme “Frozen” e adora se vestir com uma fantasia da Elsa, mas ele foi proibido de participar de um evento de princesas na Disneyland Paris, por ser um menino. Em seu blog, a mãe de Noah, Hayley McLean-Glass, contou a decepção ao receber a resposta do parque, pois planejava dar a experiência como presente de Natal antecipado para o filho.

“Eu decidi agendar para ele a experiência como um presente de Natal antecipado. Eu sabia que não haveria nada que ele amaria mais do que colocar um vestido bonito, se maquiar como a mamãe faz e tirar uma foto com suas amadas princesas da Disney”, escreveu Hayley, na terça-feira, após receber um e-mail da Disneyland Paris negando a participação. “Meu filho, que se apaixonou pelas princesas da Disney, não é permitido a ter as mesmas experiências que as meninas apenas porque é um menino?”

Hayley fez duras críticas ao parque, dizendo nunca ter esperado receber tal resposta de um local que “alega trazer mágica ao mundo e introduz personagens amados às crianças”. Mesmo ciente que sua posição poderia ser criticada por conservadores, a mãe usou a internet para denunciar a posição do parque, que se diz progressista em relação à questão de gênero, tanto que realiza no dia 20 de outubro um evento para celebrar a diversidade.

“Então esta afirmação se aplica apenas no dia 20 de outubro?”, questionou Hayley. “Se nós visitarmos o parque neste dia o meu filho poderá participar da experiência das princesas?”

Segundo Hayley, não se trata de um debate sobre homossexualidade e heterossexualidade, “ele é uma criança, que quer ser como seu personagem favorito”.

“Ninguém veria nenhum problema se fosse Jack Sparrow ou o Homem Aranha, nem se Noah fosse uma menina. Mas porque ele é um menino e Elsa é uma princesa, ‘não é permitido’”, criticou a mãe. “Isso é absolutamente ridículo”.

Em resposta, um porta-voz da Disneyland Paris disse ao “Guardian” que o episódio foi um mal entendido. “Esta experiência é aberta a todas as crianças entre 3 e 12 anos de idade, e nós entramos em contato com a família para nos desculparmos por termos dado uma informação imprecisa”. No site, entretanto, a experiência é descrita como uma oportunidade para “dar a cada menina o desejo de realizar uma sessão de maquiagem e penteado de uma verdadeira princesa, uma transformação de conto de fadas que elas guardarão para sempre”.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Menino é proibido de participar de evento de princesas na Disney

Deixe o seu comentário