Brasileiros estão entre os que mais fazem maratonas no Netflix

publicado no ID Now

O Brasil é um dos 10 países que mais fazem maratonas de séries no Netflix no mundo, segundo um levantamento recente feito pela própria plataforma de streaming.

De acordo com o Netflix, mais de 8,4 milhões de usuários do serviço já assistiram a uma temporada completa de uma série em até 24 horas após seu lançamento – a prática é chamada de binge watching e seus ‘praticantes’ de Binge Racers.

Em alta

Esse número cresceu mais de 20 vezes de 2013 para cá, ano de lançamento das primeiras grandes séries originais do Netflix, como House of Cards e Orange is the New Black, de acordo com a pesquisa da empresa.

Para efeito de comparação, cerca de 1 milhão de pessoas fizeram maratonas desse tipo em 2015, quando Narcos foi o programa mais ‘maratonado’ na plataforma. No ano seguinte, o número saltou para mais de 4 milhões de Binge Racers.

Brasil no Top 10

O Brasil ocupa o décimo lugar no ranking dos países que mais fazem maratonas de séries no Netflix. O único outro país latino-americano presente no Top 10 é o México, que aparece em 7º lugar.

Vale destacar que o Top 5 é dominado pela América do Norte e Escandinávia, sendo formado principalmente por países com invernos bastante rigorosos, o que poderia explicar esse fenômeno. O Canadá lidera o ranking, seguido, pelos Estados Unidos. Completam o Top 5 os vizinhos Dinamarca, Finlândia e Noruega.

As séries mais ‘maratonadas’

A campeã de maratonas no Netflix foi a mais recente temporada de Gilmore Girls, produzida pela própria empresa de streaming. Completam o Top 3 Fuller House e Os Defensores, feita em parceria com a Marvel. Apesar de muito populares entre os fãs, Orange is the New Black e Stranger Things, aparecem apenas na nona e décima posição, respectivamente.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Brasileiros estão entre os que mais fazem maratonas no Netflix

1 Comentário

  1. Felipe disse:

    Não acho interessante e acredito que as séries não são produzidas para serem assistidas assim. A magia está em assistir e passar um tempo “digerindo”, fazendo conexões e questionamentos. Pra min, no máximo, um episódio a cada dois dias. Prefiro assim

Deixe o seu comentário